Virando sua vida de cabeça para baixo - Blog Sobre Budismo

Virando sua vida de cabeça para baixo

Virando sua vida de cabeça para baixo - Blog Sobre Budismo
Imagem: I Nyoman… Suantara

O texto a seguir é do mestre Dzongsar Khyentse Rinpoche (Butão, 1961 ~) e foi extraído de sua página oficial do Facebook.

É um grande erro pressupor que praticar o Darma irá nos ajudar a acalmar e a levar uma vida sem problemas; nada poderia estar mais distante da verdade. Darma não é uma terapia. É bem o oposto na verdade: o Darma é algo sob medida para virar sua vida de cabeça para baixo — é justamente isso que você encomendou.

Então, quando sua vida sai completamente do planejado, por que você reclama? Se sua prática e sua vida não capotarem, esse é um sinal de que o que você está fazendo não está funcionando.

É isso que distingue o Darma de métodos New Age envolvendo auras, relacionamentos, comunicação, bem-estar, a Criança Interior, ser um com o universo e abraçar árvores. Do ponto de vista do Darma, tais interesses são os brinquedos de seres samsáricos — brinquedos que rapidamente nos entediam até a letargia.

Publicado por

Leonardo Ota (Jigme Wangchuck)

Olá, aqui é o Leonardo Ota (Jigme Wangchuk). Sou voluntário da Linhagem Drukpa no Brasil orientado diretamente pelo Lama Jigme Lhawang e indiretamente por S.S. Gyalwang Drukpa e S. Ema. Gyalwa Dokhampa. Estudo e pratico caligrafia e língua tibetana como meditação e treinamento da mente. Sou fundador do site, fanpage e grupo Sobre Budismo e do Podcast Iluminação Diária.

3 comentários em “Virando sua vida de cabeça para baixo”

  1. Lama Sherab (mineira de BH mas mora no Khadro Ling) veio a BH na última 2ª feira e deu uma palestra na nossa sala de meditação. Uma coisa que ele falou eu fiz questão de anotar: “Não devemos nos aplicar no método para sermos pessoas boazinhas, para que todos gostem de nós.
    Nós devemos nos aplicar no método para que possamos nos ver livre do sofrimento, nos tornar um buda, um ser iluminado. No Budismo isto é inevitável e é por isso que nos aplicamos no método!”

  2. Então, quando sua vida sai completamente do planejado, por que você reclama? Se sua prática e sua vida não capotarem, esse é um sinal de que o que você está fazendo não está funcionando.

    Então fica máxima dos clichês. É errando que se aprende?

  3. (…”é justamente isso que você encomendou”…)
    Encomendamos uma vida com os obstáculos necessários para o despertar. Mas, recuamos e procuramos os atalhos e ficamos perdidos no labirinto das ilusões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *