Uma gota de sabedoria

Sente-se apenas pelo bem do zazen.

“Talvez seu zazen ainda seja o zazen de um iniciante ou, algumas vezes, pior do que o de um iniciante. Às vezes, sinto vergonha de mim mesmo quando vejo um estudante praticando muito bem: ‘Ah, ele é muito bom’. Desejaria ser ainda tão jovem quanto ele, mas é tarde demais. De qualquer modo, nossa prática não pode ser melhor do que a de uma rã sentada, mas tudo bem. Assistir alguém praticando um bom zazen é inspirador, não apenas para mim, mas para todos. Se seu zazen for bom o bastante para causar boa impressão, seu zazen será bastante bom, ainda que você não pense assim. Da mesma maneira, ainda que você pense que seu zazen é muito bom e você sinta orgulho de sua experiência de iluminação, se seu zazen não inspirar ninguém, talvez seja uma prática errada.

“Quando falamos a respeito dos preceitos, dizemos: ‘Não faça isso’, ‘Não faça aquilo’. No entanto, se você estiver fazendo alguma coisa boa como o zazen, não poderá fazer algo ruim ao mesmo tempo. Se você continuar agindo bem, será assim que se observam nossos preceitos. Então, a questão é apenas se sentar, esquecendo tudo a respeito de fama ou lucro. Sente-se apenas pelo bem do zazen. E assim que se tem uma mente que realmente busca o caminho para encontrar seu desejo mais profundo.” Trecho extraído de “Nem sempre é assim”, do mestre Zen Shunryu Suzuki, Editora Religare

Imagem

Organização: Rodrigo Daien

Publicado por

Leonardo Ota (Jigme Wangchuck)

Olá, aqui é o Leonardo Ota (Jigme Wangchuk). Sou voluntário da Linhagem Drukpa no Brasil orientado diretamente pelo Lama Jigme Lhawang e indiretamente por S.S. Gyalwang Drukpa e S. Ema. Gyalwa Dokhampa. Estudo e pratico caligrafia e língua tibetana como meditação e treinamento da mente. Sou fundador do site, fanpage e grupo Sobre Budismo e do Podcast Iluminação Diária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *