fbpx
  • Budismo

    Topo do mundo

    Quando alguém sobe em uma montanha, nos épicos gregos, significa que algum confronto, alguma batalha ferrenha está prestes a acontecer. É um sinal gráfico.

    É também esta uma metáfora para o enlace do que se é para o vir a ser.

    No momento em que um homem ou uma mulher sobe em um local como uma colina, ou entra numa caverna, ou se arrisca no deserto ou se funde à selva, é sinal de enfrentamento. Foi assim com Moisés, Maomé, Jesus e Buda.

    Todos eles têm em comum esse desprendimento do mundo exterior para uma autoafirmação de não serem o que, até antes da provação futura, achavam que eram.

    E todos eles da mesma forma tiveram na natureza o seu mestre-mor. O mestre, o guru não está em uma pessoa. O professor perene é o dia a dia; é a situação isolada, vivida no presente; é o entorno; é a montanha, a caverna, o deserto, a selva.

    O que, então, todos eles buscavam? Este ensinamento. Afinal, por mais que saibamos disso, a aplicação tem que ser por vias de consciência, não de mero conhecimento de tal assunto. Lançar-se ao desconhecido é, paradoxalmente, tomar as rédeas.

    É o que coloca o poeta, teólogo e jurista persa que viveu no século 13, Jalal ad-Din Muhammad Rumi em uma de suas máximas mais famosas:

    O que você procura está procurando por você.

    Às vezes, não sabemos o que estamos buscando até descobrirmos que o próprio caminho é o que tanto ansiávamos, já que nele podemos sempre estacionar no agora.


    VOCÊ GOSTARIA DE TER UM ACOMPANHAMENTO ONLINE, EM GRUPO, COM UM TUTOR, DENTRO DE UMA ESTRUTURA ORGANIZADA, PASSO A PASSO COM ENSINAMENTOS BUDISTAS DO BÁSICO AO AVANÇADO?


    ESSE CONTEÚDO TE BENEFICIOU OU GEROU ALGUM VALOR? SE A RESPOSTA FOR SIM, PODEMOS PEDIR SEU APOIO?

    O Sobre Budismo é um projeto sem fins lucrativos. Nossa missão é compartilhar a sabedoria dos ensinamentos do Buda, mestres e mestras contemporâneos - inspirar, confortar, apoiar e esclarecer os temas budistas aos leitores. Nossa aspiração é manter o SobreBudismo.com.br disponível para todos, inspirando e apoiando o acesso a todos os interessados, de iniciantes e simpatizantes a meditadores comprometidos. Você compartilha da nossa aspiração? Não podemos fazer isso sem o seu apoio.

    O Sobre Budismo é independente, imparcial, voluntário, sem fins lucrativos e é suportado por leitores e ouvintes como você. Faça uma doação financeira e ajude a manter todo o nosso conteúdo gratuito e acessível a todos. Você ainda receberá recompensas por isso.


    RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

    Para receber dicas, citações, podcasts, artigos, eventos, dicas de leitura, indicação de filmes, cursos online e presenciais, cadastre-se em nossa lista:

    *Você também receberá um manual de meditação passo a passo para iniciantes no email de confirmação.

       

    GRUPO TELEGRAM
    Quer receber dicas, conteúdo e conhecer outros simpatizantes budistas? Entre no grupo do Telegram clicando no link:
    https://t.me/sobrebudismo


  • Budismo Tibetano

    Seja o quer for que aconteça, estarei feliz!

    Trecho retirado do livro “As essência da compaixão – As 37 práticas do bodisatva”.

    Quem proferiu esses ensinamentos foi o grande mestre tibetano Gyalse Ngulchu Thogme (1295-1369) ao se encontrar com a saúde em declínio e com a idade avançada.

    “Se este corpo ilusório, ao qual me apego como sendo meu, está doente – que fique doente!
    Esta doença possibilita a exaustão
    Do mau carma que acumulei no passado,
    E os efeitos espirituais que posso realizar
    Ajudam-me a purificar os dois tipos de véus (o véu, ou obscurecimento, criado pelos kleshas (emoções perturbadoras) e o véu que cobre o conhecimento último)

    Se tenho boa saúde, estou feliz,
    Pois, quando o corpo e a mente estão bem,
    Posso incrementar a prática espiritual,
    E dar um significado verdadeiro à existência humana,
    Direcionando o corpo, a fala e a mente para a virtude.

    Se estou pobre, estou feliz,
    Pois não tenho riquezas para proteger,
    E sei que todas as rixas e animosidades
    Brotam das sementes da ganância e do apego.

    Se estou rico, estou feliz,
    Pois a riqueza me permite realizar mais ações positivas,
    E tanto a felicidade temporária quanto última
    São resultado de feitos meritórios

    Se eu morrer em breve, é excelente,
    Pois, auxiliado por algum bom potencial, tenho confiança de que
    Entrarei no caminho correto
    Antes que qualquer obstáculo possa interferir.

    Se eu viver bastante, estou feliz,
    Pois, sem me afastar da cálida chuva benéfica das instruções espirituais,
    Poderei, durante um longo período, amadurecer por completo
    A colheita das experiências internas.”


    VOCÊ GOSTARIA DE TER UM ACOMPANHAMENTO ONLINE, EM GRUPO, COM UM TUTOR, DENTRO DE UMA ESTRUTURA ORGANIZADA, PASSO A PASSO COM ENSINAMENTOS BUDISTAS DO BÁSICO AO AVANÇADO?


    ESSE CONTEÚDO TE BENEFICIOU OU GEROU ALGUM VALOR? SE A RESPOSTA FOR SIM, PODEMOS PEDIR SEU APOIO?

    O Sobre Budismo é um projeto sem fins lucrativos. Nossa missão é compartilhar a sabedoria dos ensinamentos do Buda, mestres e mestras contemporâneos - inspirar, confortar, apoiar e esclarecer os temas budistas aos leitores. Nossa aspiração é manter o SobreBudismo.com.br disponível para todos, inspirando e apoiando o acesso a todos os interessados, de iniciantes e simpatizantes a meditadores comprometidos. Você compartilha da nossa aspiração? Não podemos fazer isso sem o seu apoio.

    O Sobre Budismo é independente, imparcial, voluntário, sem fins lucrativos e é suportado por leitores e ouvintes como você. Faça uma doação financeira e ajude a manter todo o nosso conteúdo gratuito e acessível a todos. Você ainda receberá recompensas por isso.


    RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

    Para receber dicas, citações, podcasts, artigos, eventos, dicas de leitura, indicação de filmes, cursos online e presenciais, cadastre-se em nossa lista:

    *Você também receberá um manual de meditação passo a passo para iniciantes no email de confirmação.

       

    GRUPO TELEGRAM
    Quer receber dicas, conteúdo e conhecer outros simpatizantes budistas? Entre no grupo do Telegram clicando no link:
    https://t.me/sobrebudismo