fbpx

Sobre Budismo : Budismo, meditação, sabedoria e compaixão para o cotidiano

Saiba como liberar hábitos mentais negativos que tiram sua atenção


By Equipe Sobre Budismo

O que é a atenção plena?

A atenção plena é uma consciência de todo o corpo e mente do momento presente. Estar atento é estar totalmente presente, não perdido em devaneios, antecipações, indulgências ou preocupações.Atenção plena também significa observar e liberar hábitos mentais que mantêm a ilusão de um eu separado. Isso inclui abandonar o hábito mental de julgar tudo, quer gostemos disso ou não. Estar plenamente atento significa estar totalmente atento a tudo como é, não filtrando tudo através de nossas opiniões subjetivas.

Por que a atenção plena é importante?

É importante entender o budismo como uma disciplina ou processo e não como um sistema de crenças. O Buda não ensinou doutrinas sobre a iluminação, mas ensinou às pessoas como realizar a iluminação elas mesmas. E a maneira como percebemos a iluminação é através da experiência direta. É através da atenção plena que experimentamos diretamente, sem filtros mentais ou barreiras psicológicas entre nós e o que é experimentado.

Mindfulness e Meditação

A palavra sânscrita para meditação, bhavana , significa “cultura mental”, e todas as formas de meditação budista envolvem a atenção plena. Em particular, a meditação shamatha (“habitação pacífica”) desenvolve a atenção plena; As pessoas sentadas em shamatha treinam-se para ficarem atentas ao momento presente, observando e depois liberando pensamentos em vez de persegui-los. A meditação Satipatthana vipassana é uma prática similar encontrada no budismo Theravada que é principalmente sobre o desenvolvimento da atenção plena.

Nos últimos anos tem havido um crescente interesse em meditação mindfulness como parte da psicoterapia. Alguns psicoterapeutas acham que a meditação da atenção plena como adjuvante do aconselhamento e de outros tratamentos pode ajudar pessoas com problemas a aprender a liberar emoções negativas e hábitos de pensamento.

Suponhamos que você de repente percebeu que estava com dor de cabeça, ou que suas mãos estavam frias, e percebeu que você estava sentindo essas coisas por um tempo, mas não estava prestando atenção? A atenção plena do corpo é exatamente o oposto disso; Estar plenamente consciente do seu corpo, suas extremidades, seus ossos, seus músculos. E a mesma coisa vale para os outros referenciais – estar plenamente consciente das sensações, ciente de seus processos mentais, ciente dos fenômenos ao seu redor.

Três atividades fundamentais

      • A atenção plena nos lembra do que deveríamos estar fazendo. Se estamos sentados em meditação, isso nos traz de volta ao foco da meditação. Se estivermos lavando pratos, isso nos lembra de prestar muita atenção na lavagem dos pratos.
      • Na atenção plena, vemos as coisas como elas realmente são.
      • A atenção plena vê a verdadeira natureza dos fenômenos. Em particular, através da atenção plena, vemos diretamente as três características ou marcas da existência – ela é imperfeita, temporária e sem ego.

Praticar Mindfulness

Mudar os hábitos mentais e o condicionamento de uma vida não é fácil. E esse treinamento não é algo que só acontece durante a meditação, mas ao longo do dia.

Se você tem uma prática diária de cantar, cantar de forma focada e totalmente atenta é o treinamento da atenção plena. Também pode ser útil escolher uma atividade específica, como preparar uma refeição, limpar o chão ou dar um passeio, e esforçar-se para estar plenamente atento à tarefa que você realiza. Com o tempo, você se verá prestando mais atenção a tudo.

Fonte: https://www.thoughtco.com/right-mindfulness-450070+

Junte-se a milhares de leitores rumo a iluminação





Nos encontre também: Youtube | Instagram | Podcast | Facebook