fbpx
Budismo

Como o Budismo olha os pensamentos e sentimentos?

Brilhe a luz quente da consciência em seus pensamentos e sentimentos, diz Thich Nhat Hanh.

Observe as mudanças que ocorrem em sua mente sob a luz da consciência. Até a sua respiração mudou e se tornou “não-dois” (não quero dizer “um”) com o seu eu observador. Isto é verdade para todos os seus pensamentos, sentimentos e hábitos, que, juntamente com seus efeitos, são repentinamente transformados.

De tempos em tempos, você pode ficar inquieto e a inquietação não desaparecerá. Nesses momentos, sente-se em silêncio, siga sua respiração, sorria com um meio sorriso e desperte sua atenção para a inquietação. Não julgue ou tente destruí-lo, porque essa inquietação é você mesmo. Nasce, tem algum período de existência e desaparece naturalmente. Não tenha muita pressa para encontrar sua fonte. Não tente muito fazê-lo desaparecer. Apenas ilumine. Você verá que pouco a pouco mudará, fundirá, ficará conectado com você, o observador. Qualquer estado psicológico que você sujeitar a essa iluminação acabará por amolecer e adquirir a mesma natureza que a mente observadora.

Durante a meditação, mantenha o sol da sua consciência brilhando. Como o sol físico, que ilumina cada folha e cada folha de grama, nossa consciência ilumina cada pensamento e sentimento, permitindo reconhecê-los, ter consciência de seu nascimento, duração e dissolução, sem julgá-los ou avaliá-los, acolhê-los ou bani-los. .

É importante que você não considere a consciência como seu “aliado”, chamado a suprimir os “inimigos” que são seus pensamentos indisciplinados. Não volte sua mente para um campo de batalha. A oposição entre o bem e o mal é muitas vezes comparada à luz e às trevas, mas se olharmos para ela de uma maneira diferente, veremos que quando a luz brilha, a escuridão não desaparece. Não sai; Ela se funde com a luz. Torna-se a luz.

Meditar não significa lutar com um problema. Meditar significa observar. Seu sorriso prova isso. Isso prova que você está sendo gentil com você mesmo, que o sol da consciência está brilhando em você, que você tem controle da sua situação. Você é você mesmo e adquiriu alguma paz. É essa paz que faz uma criança amar estar perto de você.

 

Adaptado de “O Sol, Meu Coração: Reflexões sobre Atenção, Concentração e Perspicácia”.

 

Fonte: https://www.lionsroar.com/sunlight-awareness/

Junte-se a milhares de leitores rumo a iluminação


Isso é obrigatório.





VOCÊ GOSTARIA DE TER UM ACOMPANHAMENTO ONLINE, EM GRUPO, COM UM TUTOR, DENTRO DE UMA ESTRUTURA ORGANIZADA, PASSO A PASSO COM ENSINAMENTOS BUDISTAS DO BÁSICO AO AVANÇADO?


ESSE CONTEÚDO TE BENEFICIOU OU GEROU ALGUM VALOR? SE A RESPOSTA FOR SIM, PODEMOS PEDIR SEU APOIO?

O Sobre Budismo é um projeto sem fins lucrativos. Nossa missão é compartilhar a sabedoria dos ensinamentos do Buda, mestres e mestras contemporâneos - inspirar, confortar, apoiar e esclarecer os temas budistas aos leitores. Nossa aspiração é manter o SobreBudismo.com.br disponível para todos, inspirando e apoiando o acesso a todos os interessados, de iniciantes e simpatizantes a meditadores comprometidos. Você compartilha da nossa aspiração? Não podemos fazer isso sem o seu apoio.

O Sobre Budismo é independente, imparcial, voluntário, sem fins lucrativos e é suportado por leitores e ouvintes como você. Faça uma doação financeira e ajude a manter todo o nosso conteúdo gratuito e acessível a todos. Você ainda receberá recompensas por isso.


RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

Para receber dicas, citações, podcasts, artigos, eventos, dicas de leitura, indicação de filmes, cursos online e presenciais, cadastre-se em nossa lista:

*Você também receberá um manual de meditação passo a passo para iniciantes no email de confirmação.

   

GRUPO TELEGRAM
Quer receber dicas, conteúdo e conhecer outros simpatizantes budistas? Entre no grupo do Telegram clicando no link:
https://t.me/sobrebudismo


Sou praticante do budismo desde 2011, quando criei o projeto Sobre Budismo. Minha missão é te ajudar a despertar sua verdadeira natureza iluminada através dos ensinamentos dos mestres, mestras e do Buda para, assim juntos, beneficiarmos todos os seres.

Deixe o seu comentário