fbpx
Budismo

4 elementos que você precisa entender antes de começar no budismo

Esses 4 elementos são fundamentais e precisam ser conhecidos antes de você começar no budismo:

  1. A Motivação pela qual você quer iniciar no budismo deve ser clara. Por exemplo, se você já possui uma tradição espiritual, mas deseja apenas aprender elementos que te atraem, como a meditação, você não necessariamente precisa se tornar um budista. Basta aprender o método e aplicar na sua vida, sem precisar se “converter” a nada, então você será um simpatizante budista. Investigue sua motivação, pois o objetivo final do budismo ensinado pelo Buda é o de atingir a iluminação completa e não apenas reduzir o estresse e ansiedade ou ficar mais “Zen”. Ele ensina a superar todo o sofrimento que a existência humana gera como o nascimento, doença, velhice e morte. Então pergunte-se, porque você quer se tornar budista?
  2. A Internet possui uma gama infinita de artigos e sites. Existem várias escolas dentro do budismo como a Tibetana,  Zen, Theravada, Terra Pura, Nichiren… pesquise, estudo, procure. Dentro do Sobre Budismo, tem uma lista de arquivos com todos os posts do Sobre Budismo. Dê uma lida nos artigos, veja qual tradição te atrai mais, qual possui suas características ou estilo de vida.
  3. Procure um centro de prática na sua cidade e pratique em grupo. A Sangha é a comunidade de praticantes e também uma das 3 jóias do budismo. Quando eu comecei a praticar em 2011, assisti um vídeo na internet, entrei em contato com a tradição do mestre do vídeo, enviei uma mensagem por e-mail e uma semana depois estava fazendo meu primeiro retiro com mais de 100 pessoas. Foi maravilhoso. Geralmente as pessoas comentam comigo através das redes sociais que não tem um centro budista ao lado da sua casa e que por isso não praticam. Se você acha que as coisas são fáceis e que você não precisa se esforçar, queria te dizer que não é assim que funciona em relação ao budismo no Brasil, pois os centros de prática budista ainda são escassos, então corra atrás.
  4. Se você não puder ir para um centro, estude com seus amigos, comece a ler o livro de algum mestre e eu recomendo esse: No coração da vida – Jetsunma Tenzin PalmoEla é uma mestra da linhagem que estudo, Drukpa, e esse livro ensina os fundamentos do budismo aplicados a vida diária.

Pois bem, não é tão difícil assim começar, basta ter boa vontade.

BUDISMO:
POR ONDE COMEÇAR?




VOCÊ GOSTARIA DE TER UM ACOMPANHAMENTO ONLINE, EM GRUPO, COM UM TUTOR, DENTRO DE UMA ESTRUTURA ORGANIZADA, PASSO A PASSO COM ENSINAMENTOS BUDISTAS DO BÁSICO AO AVANÇADO?


ESSE CONTEÚDO TE BENEFICIOU OU GEROU ALGUM VALOR? SE A RESPOSTA FOR SIM, PODEMOS PEDIR SEU APOIO?

O Sobre Budismo é um projeto sem fins lucrativos. Nossa missão é compartilhar a sabedoria dos ensinamentos do Buda, mestres e mestras contemporâneos - inspirar, confortar, apoiar e esclarecer os temas budistas aos leitores. Nossa aspiração é manter o SobreBudismo.com.br disponível para todos, inspirando e apoiando o acesso a todos os interessados, de iniciantes e simpatizantes a meditadores comprometidos. Você compartilha da nossa aspiração? Não podemos fazer isso sem o seu apoio.

O Sobre Budismo é independente, imparcial, voluntário, sem fins lucrativos e é suportado por leitores e ouvintes como você. Faça uma doação financeira e ajude a manter todo o nosso conteúdo gratuito e acessível a todos. Você ainda receberá recompensas por isso.


RECEBA NOVIDADES POR EMAIL

Para receber dicas, citações, podcasts, artigos, eventos, dicas de leitura, indicação de filmes, cursos online e presenciais, cadastre-se em nossa lista:

*Você também receberá um manual de meditação passo a passo para iniciantes no email de confirmação.

   

GRUPO TELEGRAM
Quer receber dicas, conteúdo e conhecer outros simpatizantes budistas? Entre no grupo do Telegram clicando no link:
https://t.me/sobrebudismo


Sou praticante do budismo desde 2011, quando criei o projeto Sobre Budismo. Minha missão é te ajudar a despertar sua verdadeira natureza iluminada através dos ensinamentos dos mestres, mestras e do Buda para, assim juntos, beneficiarmos todos os seres.

Deixe o seu comentário