Persistência e paciência

Sempre que estamos sobrecarregados ou passando por momentos turbulentos há uma tendência a mergulhar nos problemas e deixar a prática em segundo plano ou mesmo parar a mesma por completo. Estou passando por algo assim no trabalho essas últimas semanas e tenho percebido o abismo que existe entre os conselhos sábios recebidos de grandes professores e a aplicação destes conselhos na vida diária.

Não vou mentir aqui e dizer que estou tirando de letra, fazendo tudo como manda o figurino. Tem dias que o cansaço é tão grande que simplesmente desmaio e só acordo no dia seguinte, tem dias que as dores nas costas devido ao peso dos livros carregados durante todo o dia atrapalham bastante a meditação, tornando-se por vezes o foco da atenção no lugar da respiração. Enfim, não é fácil e não sou santo.

Se posso dar um conselho é: faça o que for possível sempre e se não for possível tente alguma coisa. Medite menos minutos se estiver com dores, leia algum sutta, faça recitações, lembre-se de cultivar a paciência diante das situações que estão te atrapalhando. O importante é poder olhar para si mesmo e dizer: não desisti de tentar. De tanto tentar acabamos conseguindo. Espero que este conselho seja bom e útil de verdade.

 

crédito da foto:  http://www.clinicapsicologialisboa.pt/coaching/persistencia/

 

 

 

 

 

 

Aracaju, 01 de agosto de 14

Publicado por

Leonardo Ota (Jigme Wangchuck)

Olá, aqui é o Leonardo Ota (Jigme Wangchuk). Sou voluntário da Linhagem Drukpa no Brasil orientado diretamente pelo Lama Jigme Lhawang e indiretamente por S.S. Gyalwang Drukpa e S. Ema. Gyalwa Dokhampa. Estudo e pratico caligrafia e língua tibetana como meditação e treinamento da mente. Sou fundador do site, fanpage e grupo Sobre Budismo e do Podcast Iluminação Diária.

3 comentários em “Persistência e paciência”

  1. caro derley, voce vive a vida normal, é o equiilibrio, afinal a dualidade existe mesmo que injusta a nossos olhos quando cansados estamos, pois aí começa a visão, aonde as qualidades devem aflorar, de todos nós não é diferente, um sabio escreveu; “se você estiver no paraiso e ao olhar pela janela e não ser otimista verá o inferno”. muita energia boa a você desejo.

  2. Persevere, Derley! Acho que pode ser uma boa a se tentar no seu caso lembrar da prática no meio do caos, dos problemas, do dia-a-dia pesado mesmo… Checar como está seu relaxamento, sua respiração etc. Abração

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *