Vipassana, meditação sobre a vacuidade – Prática

Mulher praticando meditação - Blog Sobre Budismo

Todos os ensinamentos budistas têm o objetivo de nos conduzir gradualmente à realização da vacuidade. Aqui, “vacuidade” significa a vacuidade de existência inerente, concreta, e a erradicação total em nossa mente deste falso modo de ver as coisas marca nosso atingimento da iluminação, do estado búdico.

Continuar lendo Vipassana, meditação sobre a vacuidade – Prática

Mantra – Os Sons da Iluminação

Mantra – Os Sons da Iluminação - Blog Sobre Budismo

Um mantra (tib. ngag / sngags, jap. shingon), proteção mental, é uma série de sílabas místicas que invocam a energia de um Buda ou bodhisattva. A repetição (sânsc. japa) de mantras no Vajrayana é tão importante que o budismo esotérico também é chamado Mantrayana, o Veículo do Mantra. Existem também os dharanis, mantras mais longos, e as sílabas semente (sânsc. bija) que sintetizam a essência da mente iluminada.

Continuar lendo Mantra – Os Sons da Iluminação

Mandala de areia – O simbolismo da arte Tibetana

Mandala de areia tibetana - Blog Sobre Budismo

Mandala significa círculo em sânscrito. Aqui, ela designa um diagrama simbólico de uma mansão sagrada, o palácio de uma divindade meditacional, representando todas as qualidades iluminadas. A palavra tibetana para mandala é kyilkhor (tib. dkyil khor), centro-círculo. Cada mandala é associada a uma certa divindade; porém, essas divindades não são “deuses” ou “deusas”, mas budas (tib. sangs rgyas/ sangye), seres iluminados que demonstram sua compaixão, sabedoria e habilidade para liberar todos os seres do sofrimento e levá-los ao despertar.

Continuar lendo Mandala de areia – O simbolismo da arte Tibetana

Shamata, meditação sobre a respiração – Prática

Meditação sobre a Respiração Shamatha - Prática

A principal atividade mental usada nas meditações sobre a respiração é a concentração, a habilidade de manter a atenção focalizada sobre o que quer que se esteja fazendo, sem se esquecer ou vagar para outros objetos. Aqui, o objeto de concentração é a própria respiração. Em sua forma mais efetiva, a concentração é acompanhada pela atenção discriminativa, uma outra função da mente que, como um guarda, está alerta contra distrações e pensamentos perturbadores.

Continuar lendo Shamata, meditação sobre a respiração – Prática

Crescendo – Pema Chödrön

Árvore com flores - Crescendo – Pema Chödrön

Pema Chödrön é uma monja budista norte-americana e uma das estudantes mais brilhantes de Chögyam Trungpa Rinpoche, famoso mestre de meditação. Ela é autora das obras The Wisdom of No Escape e Start Where You Are, e também professora em Gambo Abbey (Nova Scotia, Canadá), o primeiro monastério tibetano na América do Norte estabelecido para ocidentais.

Continuar lendo Crescendo – Pema Chödrön

Meditação estabilizadora – Shamatha

Monge meditando - Meditação estabilizadora - Shamata

Em geral, este tipo de meditação é usado para desenvolver o que é conhecido como concentração unidirecionada — um pré-requisito para qualquer insight duradouro. O objetivo é concentrar-se sobre um objeto — a respiração, a natureza da própria mente, um conceito, uma imagem visualizada — sem interrupção.

Continuar lendo Meditação estabilizadora – Shamatha