fbpx
Palavras de compaixão

Estamos todos no mesmo barco

Se observarmos o que basicamente o Buda ensinou, veremos que isso nos une e nos coloca em uma posição de igualdade.

Claro, em determinados níveis somos diferentes, mas no nível mais básico somos todos iguais.

Podemos iniciar nosso dia com uma frase que aprendi com meus mestres:

TODOS NÓS QUEREMOS SER FELIZES E NINGUÉM QUER SOFRER

Ao olhar os outros com compreensão, colocamo-nos no lugar deles, vemos as coisas de seu ponto de vista e reconhecemos que estamos, todos nós, no mesmo barco.

Gyalwang Drukpa, do livro Iluminação Diária

O sofrimento

Todos nós passamos pela mesma condição humana de nascer, viver por um tempo, envelhecer, ficar doente e morrer.

Isso é comum a todos os seres e isso nos coloca no mesmo barco.

Quando ficamos chateados ou nervosos com outra pessoa, ao invés de olhar para as diferenças, devemos olhar para o que nos une, que é justamente o fato de que não queremos sofrer, assim como a outra pessoa.

Esse olhar vai te fazer enxergar a vida de outra forma.

Mas não podemos ficar apenas na teoria. Quando alguém te ofender, este é o momento de aplicar esse ensinamento.

No acompanhamento online passo a passo, do básico ao avançado e em grupo que ofereço (Para saber mais clique a seguir ACOMPANHAMENTO) passamos por esse tema, pois é necessário desenvolver esse olhar sutil que só é desenvolvido contemplando e aplicando no dia a dia.

Quando você ganhar a capacidade de olhar qualquer pessoa nesse nível mais básico, você será capaz de mudar totalmente a realidade e o meio que você vive.

Ter a consciência de que estamos todos no mesmo barco, ou seja, todos nós queremos ser felizes e não queremos sofrer, vai te dar a capacidade de praticar compaixão e com isso ter uma vida mais significativa e feliz.

Sem a prática toda teoria se torna desnecessária.

☸️Fundador do Sobre Budismo, praticante do Budismo desde 2011, venho ajudando simpatizantes e iniciantes no #Budismo a entrarem em contato com as práticas e os ensinamentos de #Buda (Dharma).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *