Como lidar com nossas angústias

Fiz uma live com Genshô Sensei, meu professor no Dharma, sobre como lidar com as angústias constantes e aprendi tanto que resolvi compartilhar com você alguns pontos importantes.

Às vezes, por uma falta de clareza em relação ao que acontece em nossa mente, temos muitos pensamentos, sentimentos e emoções negativas.

Lembro-me de quando meu pai ficou muito doente antes de falecer, ele morava em outra cidade e fui ajudá-lo imediatamente. A angústia por não saber o que poderia acontecer nos próximos dias pairava em minha cabeça, mas eu precisa estar lá, encarar as coisas.

Apenas quando olhei para minha mente e aceitei a situação é que as coisas puderam acontecer sem um sofrimento extremo.

Lembrando do que Genshô Sensei explicou na live, para lidar com nossas angústias precisamos das seguintes coisas:

  • Aceitação de que não temos controle sobre a vida.
  • Aprender a observar as coisas tal como são.
  • Treinar a mente em Zazen/Meditação para conseguir fazer os pontos anteriores.

É muito difícil surgir o desejo de meditar enquanto estamos passando por apuros, medos, angústias, mas na minha experiência, é o que mais me ajudou a lidar com essas questões internas, olhar as coisas de frente.

Como aplicar de forma simples na vida diária?

Gostaria de sugerir 3 dica simples e importantes, baseadas na minha experiência pessoal como praticante tolo e sem futuro, para você começar a desenvolver clareza em relação ao que está te deixando angustiada(o):

  1. Parar um momento para respirar conscientemente 3 vezes dizendo: inspirando sei que estou inspirando, expirando sei que estou expirando. Isso ajudará a trazer sua mente ao momento presente, clareando um pouco as coisas.
  2. Olhar para o que está acontecendo dentro de você, de frente, sem fugir, por mais doloroso que seja.
  3. Aceitar o que você está sentindo como parte do processo do viver, pois em nossa condição humana, estamos sujeitos a isso.

Conclusão

Na minha experiência esse caminho nos leva da margem da ignorância e sofrimento para a margem da sabedoria, como diz meu professor Genshô Sensei. Pratique e veja por si mesmo.

Assim encontraremos a fonte de todas as suas angústias, pois estaremos olhando para a raiz de onde tudo surge e tudo cessa, nossa própria mente.

Publicado por

Leonardo Ota

☸️Fundador do Sobre Budismo, praticante do Budismo desde 2011, venho ajudando simpatizantes e iniciantes no #Budismo a entrarem em contato com as práticas e os ensinamentos de #Buda (Dharma).

Acompanhamento Online (Tutoria)

Se na sua cidade não tem grupos budistas, você é simpatizante ou iniciante no budismo, não sabe por onde começar e quer uma direção para iniciar sua jornada, passo a passo, em grupo, do básico ao avançado, clique no botão a seguir:

Deixe o seu comentário