Sobre Budismo
Sabedoria budista para o cotidiano

Lista completa de artigos

Acostumando-se com a mudança


By Leonardo Ota

Sabe qual é a origem do nosso sofrimento? Querer agarrar o que por natureza está em movimento constante.

Uma de minhas mestras, Jetsunma Tenzin Palmo diz:

Impermanência. Tentamos fazer com que as coisas fiquem do jeito que estão, nos agarramos à ideia de permanência. Normalmente, somos muito resistentes à ideia de mudança, em especial de mudança naquilo que prezamos. Claro que gostamos de que as coisas mudem, quando se trata de algo de que não gostamos; mas, quando é algo de que gostamos, seguramos.

– Jetsunma Tenzin Palmo

Ou seja, tudo está sempre mudando, tudo é impermanente, todos nós sabemos disso. O ponto é: como podemos lidar com isso?

Observando sobre a minha forma de lidar com a mudança, a primeira coisa que me recordo é do desconforto.

Não é fácil lidar com a mudança quando ela se aplica as coisas que gostamos.

Lembro quando as coisas mudaram repentinamente no meu trabalho e fui mandado embora.

Tenho várias experiências para compartilhar, mas no momento esse exemplo consegue ilustrar o que quero dizer.

Tenho várias experiências para compartilhar, mas no momento esse exemplo consegue ilustrar o que quero dizer.

Ficarmos à vontade com o fluxo das coisas, ficarmos à vontade ao estarmos inseguros, essa é a maior segurança, pois nada pode nos tirar do prumo.

– Jetsunma Tenzin Palmo

É uma sensação horrível, parece que fiquei sem chão. O que iria fazer a partir daquele momento?

Quando aprendemos a lidar com a impermanência, ou seja, quando ficamos seguros e tranquilos pelo fato de que as coisas sempre irão mudar, tanto a que gostamos, quanto as que não gostamos, entramos em um estado de calma por saber que essa é a verdadeira natureza das coisas.

Não adianta entender isso apenas intelectualmente. Precisamos sentir isso em nossa experiência, essa tranquilidade para lidar com a mudança.

É simples? Não. É fácil? Não. É Rápido? Não. Mas é possível e acessível.

Minha mestra diz:

Ai está o segredo, como aprender a lidar com a impermanência?

Somente quando aceitarmos e entendermos profundamente em nosso ser, que as coisas mudam de momento a momento e nunca param um instante sequer, só então conseguiremos soltar. E, quando realmente soltamos dentro de nós, o alívio é enorme.

– Jetsunma Tenzin Palmo

Precisamos soltar a ideia de que as coisas devem ficar paradas, represadas, presas, imóveis, permanentes.

Para isso precisamos nos familiarizar, refletir e meditar sobre o fato da mudança.

Nosso corpo muda, nossa mente, muda, nossa vida muda, tudo muda. Pense em cada detalhe em vários níveis.

Reflita sobre a mudança de forma detalhada e aplicada a todos os aspectos da sua vida, família, trabalho, amigos, financeiro, amoroso….

Aspiro que você possa colocar isso em prática.

É a mudança de deixar de segurar com muita força para segurar bem de leve.

– Jetsunma Tenzin Palmo

Deixe seu comentário sobre como você lida com a mudança sobre as coisas que você gosta. Sua participação é super importante para o nosso site, pois sua opinião e comentário importam para nós. Gratidão!


Quer receber conteúdo aprofundado sobre como lidar com a mente agitada e ansiosa, como lidar com as emoções e como se relacionar melhor consigo mesmo, com os outros e com o mundo?

Entre no nosso grupo do Telegram:
CLICANDO AQUI




Nos encontre também: Instagram
Podcast no SoundCloud e vídeo no Youtube