fbpx
Posts antigos

A arte de meditar – É possível mudar?

É possível mudar? Matthieu Ricard - Blog Sobre Budismo

O texto a seguir foi extraído do livro, “A arte de meditar”, por Matthieu Ricard, página 14.

A verdadeira questão não é então se “Queremos mudar?“, mas “É possível mudar?”. Podemos, com efeito, imaginar que as emoções perturbadoras estão intimamente associadas á mente que seria impossível livrarmo-nos delas, a menos que destruíssemos uma parte de nós mesmos.

É certo que nossos traços de caráter geralmente mudam pouco. Se observados com alguns anos de intervalo, raros sãos os coléricos que se tornam pacientes, os atormentados que encontram a paz interior ou os pretenciosos que passam a ser humildes. Entretanto, por mais raro que seja, alguns mudam, e a mudança que neles se opera mostra que não se trata de algo impossível.

Nossos traços de caráter perduram enquanto não fazemos nada para melhorá-los e deixamos nossa indisposição e nosso automatismo se manter, até mesmo ganhar força a cada pensamento, dia após dia, ano após ano. Mas eles não são intangíveis.

A malevolência, a avidez, o ciúme e outros venenos mentais fazem, indiscutivelmente, parte de nossa natureza, mas há diferentes formas de fazer parte de alguma coisa. A água, por exemplo, pode conter cianureto e nos levar a morte imediata. Entretanto, misturada com um remédio, cura-nos. Por si mesma, ela nunca se tornou tóxica nem medicinal. Os diferentes estados da água são temporários e anedóticos, como nossas emoções, humores e traços de personalidade.

Compartilhe sua experiência ou opinião

Deixe um comentário contando sua experiência, opinião ou dúvida.


BOLETIM ONLINE 1-1-1-1-1

Se você é simpatizante ou iniciante no Budismo e deseja receber conteúdo para te ajudar a aplicar os ensinamentos budistas no cotidiano e a lidar com as adversidades do dia a dia, cadastre seu email e receba indicações de: 1 Podcast – 1 Citação – 1 Café com Dharma – 1 Gotas de sabedoria – 1 Live. (Você também receberá um guia de meditação passo a passo para iniciantes)

   

ESSE CONTEÚDO TE BENEFICIOU OU GEROU ALGUM VALOR? SE A RESPOSTA FOR SIM, PODEMOS PEDIR SEU APOIO?

O Sobre Budismo é um projeto sem fins lucrativos. Nossa missão é compartilhar a sabedoria dos ensinamentos do Buda, mestres e mestras contemporâneos - inspirar, confortar, apoiar e esclarecer os temas budistas aos leitores. Nossa aspiração é manter o SobreBudismo.com.br disponível para todos, inspirando e apoiando o acesso a todos os interessados, de iniciantes e simpatizantes a meditadores comprometidos. Você compartilha da nossa aspiração? Não podemos fazer isso sem o seu apoio.

O Sobre Budismo é independente, imparcial, voluntário, sem fins lucrativos e é suportado por leitores e ouvintes como você. Faça uma doação financeira e ajude a manter todo o nosso conteúdo gratuito e acessível a todos.


SE VOCÊ É SIMPATIZANTE, CURIOSA(O) OU INICIANTE, NÃO SABE POR ONDE COMEÇAR E DESEJA RECEBER UM ACOMPANHAMENTO ONLINE, EM GRUPO, PASSO A PASSO PARA INICIANTES, DO BÁSICO AO AVANÇADO, SOBRE BUDISMO:


GRUPO TELEGRAM
Quer receber dicas, conteúdo e conhecer outros simpatizantes budistas? Entre no grupo do Telegram clicando no link:


Sou praticante do budismo desde 2011, quando criei o projeto Sobre Budismo. Minha missão é te ajudar a despertar sua verdadeira natureza iluminada através dos ensinamentos dos mestres, mestras e do Buda para, assim juntos, beneficiarmos todos os seres.

3 Comentários

  • heriton

    A mudança só é possível quando, uma vez acordado e consciênte, pelo menos parcialmente, do que se é, do se trata…podemos conferir valores as atitudes baseadas no caráter. Pois bem, uma vez definido que não é mais possível viver desta forma, reverberando constantemente tendências prejudiciais, nasce a consciência ou luz que não somos assim…no interior perfeito…Bem a mudança é consequência natural da percepção do nosso perfeito, silencioso e que aguarda observando…

Deixe o seu comentário