Deprecated: Function create_function() is deprecated in /home/adminsb/public_html/wp-content/mu-plugins/gd-system-plugin/class-gd-system-plugin-auto-upgrades.php on line 27
Sobre Budismo - Sabedoria budistas prática, meditação e ensinamentos para o cotidiano

Sobre Budismo
Sabedoria budista para o cotidiano

Lista completa de artigos

#144 – A principal causa do sofrimento é a confusão mental


Por Leonardo Ota
Sobre Budismo
Sobre Budismo
#144 - A principal causa do sofrimento é a confusão mental
/

A principal causa de sofrimento mental é a confusão – isto é, pensar que as coisas existem exatamente como as percebemos.

Há uma velha história budista sobre um homem indo a pé para casa certa noite. Na escuridão ele vê uma cobra no caminho e fica apavorado, seu coração bate e a mente fica em prontidão.

Mas ao observar melhor, ele per- cebe que havia se equivocado – não era uma cobra, mas uma corda. Aliviado e rindo, ele passa por cima da corda e vê que, na verdade, era um colar de joias! É natural que tenhamos pressuposições em nossas vidas, mas sem compreensão, tomamos as pressuposições como se fossem realidade.

E ao fazer isso, não reconhecemos o colar de joias que está bem na nossa frente, achando que é uma cobra!

Até mesmo os conceitos de “bom” e “mau” são reflexos de nossa percepção. Dessa forma, alguém que é um bom amigo e uma boa pessoa para nós pode ser uma pessoa má e um inimigo para outra pessoa.

Ao nos agarrarmos a nossa própria percepção do que é realidade, é bem provável que surjam outras emoções aflitivas. Compreender que tudo é um reflexo de nossa própria mente e que não podemos ficar fanáticos com relação às coisas, é o ponto essencial da mente serena.

Neste momento, a maioria de nós é um fanático de uma forma ou de outra. Somos muito apegados a nossos conceitos de bom e mau, belo e feio, ao ato de gostar ou não gostar.

A sabedoria e a compaixão são antídotos para a confusão.

– S. Ema. Gyalwa Dokhampa

Ensinamento de S. Ema. Gyalwa Dokhampa do livro A Mente Serena



Nos encontre também: Instagram
Podcast no SoundCloud e vídeo no Youtube