Tranquilidade – Passaddhi

Tranquilidade – Passaddhi


Pinterest

O quinto fator da iluminação é tranquilidade, em páli se diz passaddhi. No começo do Bojjhangasamyutta do Samyutta Nikaya quando fala acerca daquilo que nutre cada fator, o Buddha afirma que a tranquilidade é dupla, há a tranquilidade do corpo e a tranquilidade da mente. O segredo para o pleno desenvolvimento deste fator é prestar atenção cuidadosa a estes dois aspectos. Em nota a esta passagem Bhikkhu Bodhi explica que kayapassaddhi, tranquilidade do corpo, diz respeito a tranquilização dos agregados da sensação, percepção e formações volitivas. Cittapassaddhi refere-se à tranquilização do agregado da consciência.

Piyadassi Thera menciona outra imagem canônica deveras interessante para a tranquilidade: a do homem que andando num dia muito quente (decerto aqui em Aracaju) encontra uma confortável sombra de árvore onde descansa do calor. Esta imagem me faz lembrar o sermão do fogo. Tudo está pegando fogo e nibbana é o apagamento do fogo. Nos desenhos animados a raiva é associada sempre ao calor, como no caso do Senhor Cabeça Quente do desenho do Zé Colmeia, que sempre ficava com a cabeça vermelho incandescente e soltava vapor como uma locomotiva!

Tranquilidade parece ter uma dimensão de parar, de ter tempo de não deixar-se levar, de perceber um processo e não ser arrastado por ele. Só uma mente tranquila consegue ficar apenas observando ao invés de reagindo de modo rápido e automático. De forma semelhante, ne meditação formal, precisamos acalmar os processos do corpo. A respiração ajuda muito nesse processo. Na dimensão das relações entre as pessoas podemos pensar nas vantagens resultantes da tranquilidade. Quanta energia não gastamos devido a nossas reações intranquilas?

Citando mais uma vez Piyadassi: a mente tranquila não se abala com ganho ou perda, vergonha ou elogios nem se perturba com a adversidade. Tal estado mental se alcança vendo o mundo sensível em uma perspectiva apropriada. Assim, calma ou passaddhi conduz o homem à iluminação e fim do sofrimento.

 

créditos da foto: http://ultradownloads.com.br/papel-de-parede/Tranquilidade–169685/

Categories

1 comment

Add yours
  1. 1
    Richard

    A respeito do último parágrafo, seria como aquele exemplo de que, se nos deixarmos conduzir por essas ilusões, seríamos como uma bola, para o lado que chutassem, simplesmente nos deslocaríamos para lá.

+ Leave a Comment