fbpx
Palavras de compaixão

Rotina saudável & Budismo

O que a sua rotina tem a ver com o budismo? A resposta é: TUDO!

Se você não tem um rotina que dê suporte saudável para sua vida, você está desperdiçando seu tempo e energia.

Se você não tem clareza de onde quer chegar e qual caminho seguir, qualquer direção serve, mas lembre-se, a vida não dura para sempre e as decisões que tomamos diariamente influenciam diretamente nos resultados que almejamos.

A pergunta que você deve fazer é: O QUE ESTOU FAZENDO AGORA, NO MOMENTO PRESENTE E COMO TER UMA ROTINA SAUDÁVEL PARA DAR SUPORTE A MINHA PRÁTICA E A MINHA VIDA?

Só o fato de pensar sobre isso vai te ajudar a dar os primeiros passos na direção do cuidado com sua própria vida e com o que você faz de momento a momento.

Minha rotina e como posso te ajudar

Vou compartilhar o que funciona na minha rotina, então você poderá pegar alguma coisa disso e adaptar para a sua.

Costumo pensar da seguinte forma, podemos ter e ser tudo, mas sem um mínimo de saúde, não chegamos a lugar algum.

Podemos até sermos realizados espiritualmente, mas como humanos, se nossa saúde não for boa, não teremos um corpo útil para manifestar as realizações.

Resumindo, se não cuidarmos da nossa vida humana preciosa, que é o suporte para a manifestação do nosso corpo, fala, mente e da nossa verdadeira natureza, não vai adiantar muito ser realizado.

Nos últimos 10 dias eu comecei a seguir uma planilha com a minha rotina e senti ser útil compartilhar com você.

Eu marco em verde o que concluí, amarelo o que fiz pela metade e vermelho o que não fiz.

Visualmente eu começo a ter uma clareza nos meus pontos fracos e fortes.

Nessa imagem eu vejo claramente o que devo melhorar e o que devo continuar e deixar fluir.

Sem essa clareza fica difícil saber o que devo trabalhar. É importante também não querer melhorar tudo de uma vez, pois fica difícil trabalhar com muitas coisas, mas para mim, esses pontos da planilha são fundamentais para ter uma rotina saudável.

Basicamente meu foco está sendo na saúde do corpo que é a base da minha vida, espiritualidade e comunicação.

Você precisa definir suas prioridades e ter clareza do que quer fazer, qual caminho que seguir.

Como você pode começar a aplicar?

1º – Sugiro primeiro que você se familiarize com alguma ferramenta para anotar seus progressos. Eu uso algumas, mas a principal é o excel do google drive, pois fica tudo na nuvem e posso acessar de qualquer lugar com internet.

2º – Comece escolhendo 3 hábitos que você deseja desenvolver. Não comece com muitos se não você se perde.

3º – É normal no início a gente desistir e depois voltar a usar algum método de organização, mas a chave é a consistência. Eu levei muitos anos para me acostumar com a organização de informações abstratas, hábitos, emoções.

4º – Adapte tudo ao seu contexto, tempo, rotina. Você deve utilizar sua inteligência e proatividade para fazer dar certo para você e não copiar ou tentar ser outra pessoa, desenvolver hábitos do contexto de outra pessoa.

5º – Confie em você e que irá dar certo, se nem você acredita em si, como os outros irão acreditar. Mudar hábitos focando no seu bem estar e de outros é virtuoso e benéfico para o mundo.

Vida humana preciosa

Temos essa vida, cheia de altos e baixos, mas também cheia de oportunidades.

O que estamos fazendo com ela? Estamos desperdiçando essa rara oportunidade de gerar benefício a nós e ao mundo ou estamos aproveitando?

Você deve se questionar, principalmente com a entrada de um novo ano.

Reflita profundamente como anda sua vida, pergunte-se para onde quer ir, onde quer chegar, como quer ir, com quem quer ir.

Talvez olhar para dentro seja o que você esteja precisando nesse momento para fazer da sua vida um instrumento de benefício, bem estar, paz e realização para você e o mundo.

Comente, gostou desse tipo de artigo? Sua participação é importante para saber se esse conteúdo está te ajudando ou não.

☸️Fundador do Sobre Budismo, praticante do Budismo desde 2011, venho ajudando simpatizantes e iniciantes no #Budismo a entrarem em contato com as práticas e os ensinamentos de #Buda (Dharma).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *