Retiro de verão 2012 – CEBB – parte 2/2


Pinterest

Imagem do Templo que está localizado no CEBB - Centro de estudos Budistas Bodisatva. Blog Sobre Budismo

Esta é a segunda parte do post sobre o retiro de verão que eu participei. Se você não leu a primeira parte, siga o link: Retiro de verão 2012 – CEBB – parte 1/2.

Imagens do retiro de verão 2012 – CEBB

Programação diário do retiro

  • 05h30 – Meditação Silenciosa e Puja Chuva de Bênçãos
  • 07h00 – Café da manhã
  • 08h00 – Horário para trabalho coletivo
  • 09h00 – Ensinamento
  • 12h00 – Almoço
  • 14h00 – Ensinamento
  • 17h00 – Yoga
  • 18h00 – Jantar
  • 19h00 – Puja Sutra do Coração
  • 20h00 – Ensinamento

Ensinamentos

O tema do retiro foi o aprofundamento em meditação. Aqui vou apenas explicar o que foi abordado. Caso você queira saber ou se aprofundar sobre o assunto a melhor forma é procurar um Centro de prática e um mestre qualificado para lhe ensinar.

O que foi ensinado:

  • Roteiro de meditação sobre os 21 itens. Ensinamentos estruturado pelo Lama Padma Samten
  • O que é a meditação?
  • Conceito sobre o que devemos fazer com o corpo, energia, mente e paisagem na meditação.
  • Corpo: postura, posição, respiração e movimento.
  • Energia na meditação.
  • Detalhe sobre o que devemos fazer com Mente durante a meditação.

Estes são apenas alguns pontos do que foi ensinado. O grupo se aprofundou nos ensinamentos e na prática. Estudávamos e depois praticávamos.

Prática de meditação

Após os ensinamentos o Lama Padma Samten nos dava as instruções sobre a prática. Por exemplo, se ele nos ensinava sobre como o corpo deveria ficar, como deveria seguir a respiração, ele nos dava as instruções práticas e daí praticávamos por algumas sessões de meditação.

Geralmente fazíamos sessões de 15 minutos cada e depois o Kinhin, pois como o grupo era composto por iniciantes, nem todos, como eu, estávamos acostumados a ficar sentados por algum tempo para praticar.

Os amigos

Conheci muita gente bacana e fiz várias amizades. Parecia que eu já conhecia as pessoas. Isso provavelmente porque a grande maioria estava à procura da mesma coisa, um caminho espiritual e a superação dos próprios obstáculos, consequentemente estávamos na mesma sintonia. Vou citar os grupos de amizade que fiz, a galera do alojamento (Fúlvio, Josué, Michael…), eram mais de 20 pessoas, o pessoal da organização (João Petry, Miguel, Jú), praticantes do CEBB (Ali, Gili…), moradores do CEBB, o pessoal que cuida da Escola Caminho do Meio (Fernando…), entre outras várias pessoas maravilhosas. Conheci muita gente mesmo. Foi maravilhoso.

Fotos com novos amigos no retiro de verão 2012

O que aprendi?

Com certeza eu voltei com uma perspectiva diferente sobre a minha vida e sobre o mundo. Aprendi que tentamos construir e sustentar todas as nossas identidades como as de filho, profissional, estudante e por ai vai, quando na verdade não somos nada disso. Somos a liberdade de ser cada uma dessas identidades, mas como estamos no automático e vivemos reagindo a cada situação, compramos compulsivamente, reagimos sem pensar quando alguém nos faz mal, não percebemos que nos construímos como personagens e nos apegamos a essas identidades defendendo com unhas e dentes cada visão de mundo e quando alguém vai contra elas ficamos com raiva ou algum sentimento negativo.

Essa foi uma das melhores lições, não me apegar as identidades. Se realmente tivéssemos uma identidade fixa, nós não poderíamos mudar de uma para outra. Eu não sei se com você isso acontece, mas comigo o apego ao ego é um problema muito grande e não pense que é fácil se desapegar as nossas identidades, ao contrário leva tempo e é muito difícil.

Com o estudo e a prática de meditação é possível sair do modo automático que vivemos, reagindo a tudo que nos acontece sem se dar conta disso e passar a ser agente criador das situações e não escravos dela. Com a meditação, paciência e tempo, podemos reconstruir as situações e mais do que isso, saber que estamos fazendo isso de forma lúcida.

O mestre: Lama Padma Samten

O Lama Padma Samten é um mestre qualificado, reconhecido e conduz todas as atividades do CEBB. Neste retiro pedi para ser aluno do Lama, pois já havia sentido uma conexão muito forte em um outro retiro que participei em 2011/SP conduzido por ele. Foi um momento de muita felicidade, pois ter um mestre qualificado para te auxiliar em um caminho espiritual é muito raro.

Para quem quiser saber mais sobre a história do Lama, por favor, acesse a biografia do Lama Padma Samten.

Retrato com Lama Padma Samten e Leonardo Ota

Partida

No fim foi estranho, pois ao mesmo tempo em que queria ficar lá por mais tempo, outra parte de mim queria ir embora e voltar para o cotidiano. Resumindo, fiz muitas amizades, conheci muitas pessoas maravilhosas, aprendi muitas coisas que irei levar para vida toda.

Em fim, o fim da história dessa maravilhosa experiência. Se você quiser ler mais sobre minhas experiências em retiro, aguarde, pois irei em outros e compartilharei minhas histórias com você.

Categories

3 Comments

Add yours
  1. 2
    Roseli

    Obrigada Leonardo por compartilhar a sua experiência. Amanhã estarei embarcando para Porto Alegre para participar do Retiro de Verão de 2013 e gostei muito de encontrar o seu relato.

+ Leave a Comment