Espiritualidade, religião, felicidade, respeito e compaixão


Pinterest

Espiritualidade, religião, felicidade, respeito e compaixão - Dalai Lama - Blog Sobre Budismo

S.S. o Dalai Lama dá uma aula sobre espiritualidade neste vídeo de 2 minutos. É muito interessante à forma objetiva como ele consegue transmitir sua sabedoria em poucas palavras. Irei comentar alguns trechos do vídeo.

Uma religião apenas não é o suficiente

Aqui o Dalai Lama fala que é fundamental uma religião para cada povo, pois cada cultura possui características, valores e crenças diferentes, entre outras coisas, e se faz necessário uma religião para cada um. Este ponto é interessante, pois o próprio Dalai Lama aconselha as pessoas a não saírem de suas crenças para seguir o budismo, que o mais importante é seguir a bondade, amor e compaixão. Ele até comenta que a religião dele não é o budismo, mas sim a bondade, amor e compaixão.

É possível ter espiritualidade sem ter religião?

Aqui ele deixa uma coisa bem clara. Existem várias pessoas que não tem religião, mas possuem compaixão. As tradições espirituais são importantes e todas merecem o devido respeito, porém a prática dos valores humanos como o amor, compaixão, respeito, bondade entre outros tantos, podem ser praticado por todos os seres independente do que acreditam. Ele acredita em outra via espiritual, a educação, pois com educação também se pode ter mais consciência dos direitos das pessoas, sendo assim, podemos respeitar mais as pessoas.

Você e eu também fazemos parte da humanidade. Se 6 bilhões de pessoas forem felizes, nós teremos o máximo de felicidade. Se 6 bilhões sofrem, nós sofremos.
Dalai Lama

Qual é o caminho da felicidade?

“Você e eu também fazemos parte da humanidade. Se 6 bilhões de pessoas forem felizes, nós teremos o máximo de felicidade. Se 6 bilhões sofrem, nós sofremos.” Fazer os outros felizes faz com que nós também sejamos felizes. Quanto mais pessoas forem felizes, mais nós seremos felizes. Isso não é mágica, é lógica.

Compaixão

“O perdão é para a pessoa não para a ação.” Devemos sim ir contra as ações negativas, mas nunca contra a pessoa, pois através das nossas ações positivas a atitude do outro pode mudar.

Categories

+ There are no comments

Add yours