Gassho para a vida

Gassho para a vida


Pinterest

“Gasshô” expressa respeito ao próximo e com este sentimento devemos reverenciar os outros. De acordo com o Sutra de Lótus é a prática da frase: ‘Tenho por vocês profunda reverência’. O “Gasshô” tem o poder de fazer com que a outra pessoa retribua mutuamente. Que tal? Vamos tornar um hábito a prática do Gasshô?

No ocidente cumprimentamos com o aperto de mãos. Se estendemos a mão, mesmo o japonês que não tem este costume, acaba por estender também. O Gasshô também é assim. Induz a manifestação desse sentimento. Mas não importa se não retornarem o Gasshô. Isso porque essa é uma prática para si mesmo. Ao fazermos Gasshô constantemente, um dia pode ser que façam Gasshô para nós também. Fazer Gasshô para quem gostamos é uma coisa natural. Vamos fazer Gasshô também a quem não gostamos ou evitamos. Esse é o verdadeiro sentimento do Gasshô. Isso torna como uma primeira prática para o seu coração, não acham? Vamos começar a prática na hora das refeições: Antes de comer, agradecer pela comida servida: ITADAKIMASU (recebemos vida) e após a refeição: GOTISOSAMA (Agradecemos pela vida recebida). Vamos ser gratos a vida. Com a força do Gasshô vamos mudar a nós mesmo. Vamos mudar a sociedade. Vamos realizar a paz e a tranquilidade a partir da prática do Gasshô.

No Sutra do Lótus, no capítulo 20, o Bodhisattva ‘Nunca Desprezando’ (Sadāparibhūta em sânscrito, Jofukyo Bosatsu em japonês), consta o seguinte: “Tenho por vocês profunda reverência, nunca vos tratarei com desprezo ou arrogância. Por quê? Porque estão todos a praticar a via do bodhisattva e seguramente alcançarão a Iluminação.”

Nichiren Shonin falou que a expressão é diferente, mas essa frase se lê em outras palavras: MYOHORENGEKYO. Essa frase também é conhecida como “O Sutra do Lótus dos 24 caracteres (kanjis)” – Ware fukaku nandati wo uyamau, aete kyouman sezu. Yue wa ikan, nandati mina bosatsu no dou wo gyou jite, masani sabutsu suru koto wo ubeshi.

Na carta de Nichiren Shonin consta o seguinte: O Sutra de Lótus é o verdadeiro coração do Buda. O coração do Buda transborda de compaixão, por isso mesmo para aqueles que não conhecem a profundidade das instruções do Buda, os seus benefícios são incalculáveis. Da mesma forma que uma planta torta como o absinto se for cultivada dentro de um cânhamo que é reto, se tornará reta também, e se colocarmos uma cobra num tubo ela também ficará reta. Assim, nosso coração, nosso comportamento, nossas palavras se tornarão corretos. Aqueles que acreditam neste Sutra são as pessoas que se encaixam nesta intenção do Buda.

No budismo existem muitas teorias difíceis. Porém se apenas estudarmos essas teorias, é como comermos um bolinho de arroz desenhado num papel. Nada vai mudar.

O objetivo de cada pessoa é diferente eu suponho. Mas fazendo como objetivo comum a todos nós da Nichiren Shu, vamos fazer do “Tan gyo rai hai” do Sutra do Lótus, a nossa prática. Vamos espalhar essa prática às pessoas ao nosso redor.

*texto escrito pelo rev. Yodo Okuda Shonin da Nichiren Shu Brasil.

Categories

+ There are no comments

Add yours