Esteja bem com você mesmo e estará bem com o mundo

http://sobrebudismo.com.br/wp-content/uploads/2012/03/esteja-bem-com-você-mesmo-e-estará-bem-com-o-mundo.png
Pinterest
Esteja bem com você mesmo e estará bem com o mundo - blog Sobre Budismo

O que nos faz estar bem? As outras pessoas ou nós mesmos? Para que os outros estejam bem com a gente precisamos estar bem com nós mesmos. Assisti ao filme “Caos Calmo” que conta a história de um homem que perdeu a mulher e teve que cuidar da filha, sozinho. Com toda aquela situação difícil, ao invés de ser ajudado pelos amigos, foi ele que os ajudou. Ao invés de se fechar e sofrer, o personagem se abriu para o mundo, escutou mais, foi o ombro amigo, deu carinho, abraços e sorrisos. A mudança de postura o fez superar a situação, apoiar os amigos que estavam passando por problemas e ainda construir novos relacionamentos positivos.

Construindo relações positivas em todas as direções

Quando digo relações, quero dizer qualquer tipo de relação e não apenas amorosa, mas também o relacionamento com seus pais, amigos, desconhecidos, pessoas próximas e principalmente com você mesmo.

Para construir boas relações nós precisamos estar receptivos. Quando estamos mais abertos, as pessoas se aproximam com mais facilidade, pois percebem que podem se abrir também. Se oferecermos mais atenção, abraços, olhares e carinho, consequentemente receberemos isso de volta. Mas não devemos fazer alguma coisa por alguém esperando algo em troca, temos que nos alegrar simplesmente por fazer outras pessoas felizes. Isso é suficiente.

Qual é o seu relacionamento consigo mesmo?

Você já se fez essa pergunta? Tentei olhar pra mim e percebi que as vezes me cobro muito, não acredito que sou capaz de algumas coisas, as vezes me sinto inferior e tímido perto de algumas pessoas e isso não é legal. Quando percebo que essas percepções são construídas pela minha própria mente, vejo que posso mudar e reconstruir essas visões.

É fácil reconhecer que às vezes contruímos visões equivocadas sobre nós. Algumas pessoas, amigos principalmente, geralmente conseguem nos olhar de maneira diferente, positiva e nós nem sempre nos vemos assim. Alguns falam que temos várias qualidades e devido à cobrança que aplicamos sobre nós, não conseguimos ver por essa perspectiva.

Poderíamos não nos cobrar tanto, focar em nossas qualidades e melhorar os pontos negativos.

O que faz as pessoas se aproximarem de nós?

- Ouça mais

Este é um dos pontos fundamentais e o que tenho mais dificuldade. Ouvir e prestar atenção ao que as pessoas falam é fundamental para que elas confiem em nós. Essa é uma das minhas maiores dificuldades. Eu interrompo as pessoas, fico pensando em outras coisas e não presto muita atenção enquanto elas estão falando. Isso é péssimo. Confesso que melhorei muito este aspecto e pretendo me esforçar para melhorar mais. Se nos não ouvimos, não seremos ouvidos. É simples.

- Esteja receptivo

Quando nos colocamos à disposição das pessoas, inevitavelmente criamos laços positivos. Podemos começar hoje mesmo a ouvir os outros, distribuir carinhos, abraços, colo e um ombro amigo. Isso não quer dizer que devemos sair feito malucos conversando e abraçando qualquer um (risos).

Para estar bem consigo mesmo, precisamos fazer os outros felizes

No final das contas, o que percebemos é que para estarmos bem, precisamos fazer o outro feliz. Quando fazemos os outros felizes, ficamos felizes. Quando deixamos de ser egoístas e começamos a pensar nos outros, brota em nós uma alegria inexplicável, incondicional. Então, se você quer ficar bem com o mundo ou pelo menos com algumas pessoas, inclusive com você, faça os outros felizes. Levando benefício e felicidade por onde quer que vá. Se conseguirmos fazer as outras pessoas felizes, a vida irá fazer mais sentido.

Como dizia o velho poeta:


O segredo é não correr atrás das borboletas. É cuidar do jardim para que elas venham até você.


— Mário Quintana




There are 8 comments

Add yours
  1. Mariana

    Leonardo, tive um insight noite passada e começar a estudar sobre o Budismo. Me identifiquei demais! Descobri seu blog e, não consigo parar de ler seus textos, os quais são tão verdadeiros. Vc está me fazendo muito bem.


Post a new comment