Energia – Viriya

Energia – Viriya


Pinterest

O terceiro fator da iluminação é energia, em páli viriya. Tal qualidade também aparece no nobre caminho óctuplo sob a denominação esforço correto ou samma vayama. Não se trata de algum tipo de poder sobrenatural ou alguma forma mística de poder nem do ki dos guerreiros de Dragonbal Z. Energia diz respeito a nossa capacidade de seguir o caminho de modo consistente e incansável.

De onde vem a energia? De dentro de nós mesmos. Tomamos decisões e nos esforçamos para cumpri-las, como por exemplo estar vigilantes, meditar diariamente, etc. Claro que não conseguimos nos manter sempre energéticos. Por vezes o trabalho nos rouba um dia ou mais de prática formal, passamos por um momento corrido em nossa vida, nem sempre estamos atentos para evitar o surgimento de um estado mental insalubre. Apesar disso, é importante que tentemos e à medida que vamos tentando, vamos conseguindo estender nossa capacidade de atenção um pouco.

Lembremos do Buddha. Ele era incansável e energético antes e depois da iluminação. Assumiu uma disciplina extremamente rigorosa sem esmorecer por um momento sequer. Depois de perceber que não era frutífero entregar-se a ascetismos extremados descobriu o caminho do meio que, apesar do nome, não tem nada de mais ou menos. Trata-se de um caminho de disciplina também, mas uma disciplina que produz resultados. Como professor também vemos que mesmo momentos antes de morrer ele não deixou de responder uma última pergunta.

Outro aspecto importante é que energia não quer dizer tensão. O esforço deve ser calmo, sem pressa ou desespero. Deve-se dar um passo de cada vez e tentar não parar de caminhar. Se não for possível praticar por algum problema, não devemos nos torturar por isso. Podemos ler algo dos suttas ou de algum autor buddhista, fazer recitações ou mesmo pensar nas três joias de modo que nossa mente se volte para o ensinamento.

Todas as tradições buddhistas abundam em exemplos de homens e mulheres que se devotaram energeticamente ao caminho e obtiveram os resultados previstos para os que se dedicam seria e energeticamente.

Piyadassi Thera em seu livro sobre os sete fatores afirma que a função da energia é quádrupla: (1) o esforço de erradicar os males já surgidos na mente; (2) esforço para evitar que males não surgidos surjam; (3) esforço de desenvolver o bem ainda não desenvolvido; (4) esforço de promover o crescimento futuro do bem já surgido.

Tentemos pois nos manter atentos e energéticos!

 

Créditos da foto:  https://catracalivre.com.br/sp/agenda/gratis/museu-da-energia-oferece-programacao-especial-de-ferias/

Categories

+ There are no comments

Add yours