Como um pedaço de madeira

Como um pedaço de madeira


Pinterest

A palavra é pedra. Não apenas a falada ou escrita, mas a palavra pensada.

Ela pode muito bem ser aquela que ricocheteia a lagoa, como também a que é atirada contra o outro.

E há aqui um fato curioso: quando a palavra é lançada para fora, ela se estabelece ainda como uma extensão de nós mesmos, dos nossos pensamentos e nossas ações diretas em forma de comunicação verbalizada.

Devemos ter ciência disso na hora de manifestar qualquer tipo de opinião sobre qualquer coisa dada à nossa frente.

“Toda vez que eu desejar me mover ou falar, primeiro devo examinar a minha mente e agir firmemente de uma maneira sutil. Toda vez que minha mente se tornar apegada ou raivosa, não devo agir nem falar. Eu devo permanecer como um pedaço de madeira”.

Estes versos de Shantideva – um monge budista indiano que viveu no século 8, conhecido pela obra Bodhicaryāvatāra (“Entrando no Caminho da Iluminação”, em tradução livre para o português), de onde foi retirado este trecho – tecem uma teia do nosso próprio destino.

Ao invés de machucar o outro sendo uma indelicada pedra, é mais saudável que nos manifestemos sempre como um graveto que observa a suave marcha do momento a passar.

* * *

Trone-se um patrono do Sobre Budismo

Se acha que este conteúdo gratuito foi benéfico para você e para outras pessoas, seja um patrono do portal Sobre Budismo doando pelo apoia.se/sobrebudismo.

Conheça nossos patronos anunciantes

Editora budista Lúcida Letra:
https://goo.gl/RdGBhp

Ciência Contemplativa:
https://goo.gl/1cTnY9

CompraZen:
https://goo.gl/H7SJz9

Instituto Atentamente:
https://goo.gl/bKgGsn

+ There are no comments

Add yours