As nove qualidades do Buddha

As nove qualidades do Buddha


Pinterest

A título de complemento do texto apresentado semana passada, listarei aqui, com alguns comentários as nove qualidades atribuídas ao Buddha. Os textos utilizados para esta apresentação são: The nine qualities of the Buddha de U Jota Lanka e the great virtues of the Buddha do Ven. Dr. K. Sri Dhammananda.

A citação a ser detalhada é:

 

Ele é, de fato, o Bem-Aventurado, o Cumpridor, o Completa e Plenamente Iluminado, dotado de sabedoria e virtuosa conduta, que seguiu pelo Bom Caminho, Conhecedor dos mundos, Treinador incomparável dos homens a serem treinados, Mestre dos devas e dos homens, Iluminado, Bem-Aventurado.

 

1 – Araham: o Cumpridor.

O comentário ao Vissudhimagga diz que são cinco os aspectos que tornam o Buddha o Cumpridor. Ele: não possui conflitos internos, destruiu as impurezas e suprimiu os inimigos com elas conectados, destruiu os raios que compõem a roda da existência, é digno de homenagens e ofertas e por fim não há segredos em seu caráter e ensinamento.

2 – Sammasambuddho: completa e plenamente iluminado

O Buddha entendeu a verdade, conheceu as coisas como elas realmente são, isso se evidencia pelas quatro nobres verdades que  apresentam o problema da existência e o caminho para a solução do mesmo.

3 – Vijjacarasampanno: dotado de sabedoria e virtuosa conduta

As listas tradicionais atribuem ao Buddha três sabedorias, oito sabedorias e quinze tipos de conduta. As três sabedorias são: o conhecimento dos seus renascimentos prévios, a visão de como os seres perambulam pelo samsara, morrendo e renascendo e o conhecimento que erradica as impurezas. Para a lista das demais veja o link ao final do texto.

A lista da conduta abrange 15 elementos: controle pela virtude, guarda das portas dos sentidos, moderação ao comer, vigilância, fé, vergonha de fazer coisas erradas, medo de fazer o errado, grande conhecimento, energia, vigilância, sabedoria e os quatro jhanas da esfera material sutil.

4 – Sugato: que seguiu pelo bom caminho

O bom caminho é aquele que conduz a nibbana, o fim do sofrimento, a não morte.

5 – Lokavidu: conhecedor dos mundos

Aquele que compreendeu todos os aspectos da existência e do mundo, tanto físico quanto espiritual.

6 – Anuttato purissadammasarathi: Treinador incomparável dos homens a serem treinados

O Buddha era um grande Mestre, capaz de conduzir para o caminho da libertação os mais difíceis indivíduos, como por exemplo Angulimala que era um assassino e depois de encontrar o Buddha tornou-se um arahant.

7 – Satta devamanussanam: Mestre dos devas e dos homens

Devas são seres celestiais mas ainda sujeitos ao renascimento e morte, ainda condicionados. É comum no cânone antigo que tais seres, tidos como supremos na tradição apareçam diante do Buddha em busca de ensinamentos, para homenageá-lo ou mesmo para se converterem em seguidores e protetoras do Dhamma.

8 – Buddho: Iluminado

Neste caso significa mestre capaz de explicar e convencer as pessoas acerca da descoberta do caminho da libertação. O Buddha acordou e nos convida a sair do torpor do samsara.

9 – Bhagava: Bem-Aventurado

Chamamos o Buddha de Bem-Aventurado no sentido de que ele é o mais feliz dos seres humanos em decorrência de sua realização suprema.

 

Link para o texto do U Jota Lankra:  http://www.tbsa.org/articles/BuddhaQualities.html

Categories

1 comment

Add yours

+ Leave a Comment