A prática para a mudança está em você

A prática para a mudança está em você


Pinterest

Quando eu acesso a internet, vejo muitos comentários de benefícios, geralmente são benefícios materiais ou um grande sonho de se viver bem, ou acreditando que através da recitação de  mantras  se cure qualquer doença. Na verdade todo mundo adoece e morre, isso é uma verdade, nós morremos e por isso conseguimos entregar tudo para a próxima geração, e se considerarmos nesse parâmetro, morrer não é ruim.

Conheço um adepto que tem muitas preocupações com seu filho, um menino aparentemente normal, brincalhão e já em idade de se comunicar, o menino ainda não fala, e por motivos pessoais, os pais resolveram buscar outras organizações religiosas. Esses pais demonstravam tormento, confusão e preocupação por causa do problema do filho. Eu entendo a preocupação deles, pois eu também sou pai de um menino, talvez eles se preocupem com o futuro do filho, e se eu me colocar na situação deles, certamente sentirei uma imensa dor. Eles sempre trocavam de religião e queriam ir em busca daquela que poderia beneficiar a “cura” do problema de seu filho.

Mas será que ele não falar pode ser considerado um defeito? Talvez eles achassem que o filho não era normal, mas o que é normal? Se uma pessoa que se formou  na Universidade de São Paulo me analisar, ela vai achar que meu cérebro não funciona, mas eu acho que eu sou normal desse jeito, o normal depende da visão de quem quer ver, só isso pode se afirmar com certeza.

Como praticante do Sutra do Lótus, como deveria considerar esse problema?  Convivemos com um adepto que tem dificuldades de estudar matemática e outras matérias, ele tem dificuldades de aprendizado, mas por outro lado, tem uma grande qualidade, a de não conseguir mentir, naturalmente ele não tem maldade para mentir. Aqui neste mundo onde há tantas sujeiras, tantas mentiras e hipocrisias, ele não consegue mentir. Já nasceu nesse corpo com uma mente pura e por não saber mentir, isso já pode ser considerado como um imenso benefício.

O budismo nos ensina que não podemos mentir, mas será que existe alguém que não minta? Isto realmente é muito difícil, mas ele é um praticante que mantém o preceito de não mentir, mesmo aqui neste mundo sujo. Então podemos o considerar  como um Bodisattva, por isso mesmo é que talvez ele não consiga estudar as matérias escolares, e portanto não precise se preocupar excessivamente com o futuro. As pessoas ao redor dele deveriam meditar sobre isso: nós é que devemos agradecer, porque praticamos juntamente com um Bodisattva.

O conceito de quem é inteligente ou não é criado por nós, que desenvolvemos essa teoria, as pessoas sempre procuram defeitos nos outros, os defeitos são difíceis de corrigir. Eu não gosto de matemática e se algum professor me forçar a aprender matemática, talvez eu vá detestá-la ainda mais.

Enfim, o budismo nos ensina que devemos observar a realidade através da realidade. Mas nós não conseguimos observá-la corretamente, e por isso precisamos praticar e estudar corretamente os ensinamentos do Buda. Não é necessário que você pratique para mudar uma outra pessoa do jeito que você queira, a prática para a mudança está em você.

*texto do rev. Yodo Okuda Shonin, da Nichiren Shu Brasil, Hokekyo-ji São Paulo.
** imagem: autor desconhecido, retirado do pinterest.

Categories

+ There are no comments

Add yours