A História De Uma Muleta

A História De Uma Muleta


Pinterest

Quando visitei uma família nissei há algum tempo, perguntaram-me sobre o budismo e então seguiu-se esta conversa:

“Reverendo, meus pais eram budistas, mas eu não aprendi o budismo. Eu freqüentava uma igreja cristã porque ela ficava perto de casa. Quando fiquei mais maduro, eu quis aprender o budismo que meus pais viviam. Será que o senhor pode me dizer o que é o budismo ou falar de alguns dos seus ensinamentos básicos?”

Sim, vou lhe explicar em poucas palavras. O budismo é uma religião de iluminação e um caminho de vida. Não é uma religião de crença. Logo, no budismo não há dogmas para se acreditar nem credos para se seguir. O budismo ensina a ver e compreender a vida e as coisas exatamente como elas são. E nos ensina a viver corretamente.

Cada pessoa, independentemente de sua posição e condições, seja rica ou pobre, saudável ou doente, homem ou mulher, jovem ou velha, negra ou branca, tem seus próprios problemas. Foi para enfrentar os problemas da vida humana que nasceram as diferentes religiões. O propósito de todas as religiões é solucionar os problemas humanos.

Algumas pessoas, em vez de enfrentar e resolver seus problemas, tentam fugir deles e, deste modo, só criam mais problemas. Algumas pessoas, embora tenham problemas, simplesmente os ignoram, como se eles não existissem; estas pessoas vivem uma vida dupla e são sempre melancólicas na sua vida interior. Algumas pessoas bebem para esquecer seus problemas, ou mudam de casa ou, em casos extremos, cometem o suicídio.

Outras pessoas pensam que o ser humano é fraco, e acreditam na existência de um ser sobre-humano e sobrenatural que pode ajudá-las. Estas pessoas acreditam que existe um ser supremo, que é um criador, um amparo, um protetor e um juiz e que é onipotente. Elas, portanto, rezam a este ser pedindo a cura dos problemas humanos: oram a ele, adoram-no e o glorificam e pedem sua misericórdia.

O budismo é totalmente diferente dessas duas atitudes. O budismo ensina um modo auto-responsável de vida. Ensina a verdade ou os fatos da vida e do mundo, para que possamos ver e compreender a vida tal como ela é e as coisas tais como elas são. A vida, às vezes, é muito difícil. Há muito sofrimento e muitos problemas, mas não devemos nem tentar ignora-los ou fugir deles, nem depender de um agente externo para solucioná-los. Nós mesmos temos de aceitar estes problemas, aceitá-los de modo dinâmico. Para isso, precisamos de profunda compreensão e coragem.

“Mas, Reverendo, o senhor não acha que precisamos de uma muleta, já que o ser humano é fraco?

Sim, talvez uma muleta seja necessária para algumas pessoas. Mas você acha que queremos ver andar de muleta um homem que pode caminhar por si mesmo? Não é triste um homem caminhar de muleta toda a sua vida? Queremos ver todas as pessoas capazes de se porem de pé e caminharem livremente, como seres independentes. Acho que esta atitude mostra uma verdadeira bondade e amor pelos outros.

O budismo ensina o homem a ser capaz de pôr-se de pé e caminhar por si mesmo. Os ensinamentos tornam o homem independente e livre. Todos os ensinamentos são como um dedo apontando o caminho. Mas nós temos que caminhar; ninguém caminha por nós.

“Mas Reverendo, no budismo as pessoas não recitam o Nembutsu ou Namu Amida Butsu , a fim de serem salvas? Isso não é uma prece? Os budistas não rezam nem pedem pela misericórdia de Buda?

Ah, não! Buda não é nenhuma espécie de deus Buda é um homem que alcançou a Iluminação. Ele é um mestre que deseja que nos tornemos, como ele mesmo, livres, independentes e iluminados. Nembutsu é uma expressão de gratidão. O Nembutsu é uma voz que se manifesta quando a vida eterna ou verdadeira é percebida na vida individual. É uma voz interior do ser humano, quando o finito e o infinito se unem ou quando o sujeito e o objeto se tornam um. O Nembutsu é um grande sentimento de gratidão, quando o ego desaparece e torna-se completamente uno com os outros.

Quando somos verdadeiramente capazes de ver e compreender a vida, sua realidade, seu valor e beleza, bem como seus problemas, somos capazes de aceitar a vida de modo dinâmico e trilhar seu caminho com apreço e gratidão. Este caminho de vida é o budismo.

Rev. Gyomay Kubose

Budismo Essencial

Categories

1 comment

Add yours

+ Leave a Comment