A dupla força do Buddhismo Theravada

A dupla força do Buddhismo Theravada


Pinterest

Em Nasce o Theravada mencionei que o “Theravada que se firmou no Sri Lanka é, assim, o único e último representante do Buddhismo mais antigo, a oportunidade mais próxima de entrarmos em contato com o tipo de Buddhismo que foi transmitido e vivido no solo indiano pelo menos pelos primeiros três ou quatro séculos após a morte do Buddha“.

A entrada da tradição buddhista em uma nova região era considerado algo sério. Uma vez que o ensinamento era primariamente transmitido pela comunidade monástica, pois o conjunto dos ensinamentos do Buddha eram recitados e guardados na memória (sua escrita não havia ainda ocorrido), assegurar assim que a comunidade monástica estivesse forte e firmemente estabelecida era algo de suma importância.

A comunidade de monges trazia duas categorias de ensinamentos preciosos. O primeiro, de inigualável importância, era o cânone, o conjunto das palavras do Buddha e de seus discípulos imediatos. Uma evidência da seriedade com que a comunidade monástica Theravada considerava os ensinamentos é dada pelo fato de que apenas dois conjuntos canônicos integrais chegaram até os nossos dias. Um foi da tradição Theravada, e outro o da tradição Sarvastivada (já extinta). Este último, porém, foi preservado apenas em traduções chinesas, seus originais tendo sido quase que completamente desaparecido.

O outro conjunto de ensinamentos preciosos trazido pela comunidade de monges que chegou ao Sri Lanka foi o dos Comentários, explicações a respeito das palavras do Buddha dadas por mestres antigos e coletadas durante séculos, desde o tempo do Primeiro Concílio até a chegada da tradição ao Sri Lanka. É dito: “Sejam quais forem os Comentários recitados logo no princípio, com o propósito de elucidar o significado, pelos quinhentos (os 500 arahants presentes no Primeiro Concílio, o qual ocorreu logo após a morte do Buddha) dotados de automaestria, e recitados desde então, tais foram trazidos à ilha de Lanka, por Maha Mahinda, dotado de automaestria, e vertidos para a língua cingalesa para o benefício dos habitantes da Ilha“.

Os Comentários tradicionais são um patrimônio intelectual único da tradição Theravada, inigualável por qualquer escola da época e futura. A combinação de um cânone integral e comentários tradicionais provenientes de gerações de mestres durante séculos propiciou à tradição budista Theravada uma característica única fundamentada na solidez doutrinal e na precisão terminológica na interpretação tanto dos aspectos doutrinais quanto disciplinares.

Categories

1 comment

Add yours

+ Leave a Comment