fbpx
Palavras de compaixão

4 passos para praticar atenção plena em qualquer experiência do dia a dia

Quando estou lavando louça, organizando uma gaveta ou praticando caligrafia sagrada tibetana, tento praticar atenção plena. Nem sempre consigo, mas é uma busca diária.

Muitos acreditam que os ensinamentos budistas são complexos ou difíceis de serem aplicados e só Monges, Lamas, Mestres ou Gurus conseguem, na verdade, o Dharma (ensinamentos) do Buda podem ser praticados por qualquer pessoa.

Tudo começa pela respiração

Como o grande mestre Vietnamita, Thich Nhat Hanh, explica:

“Enquanto inspira, você pode se conectar ao seu corpo. Traga sua mente de volta para a casa do seu corpo e lembre-se que tem um corpo”
– Thich Nhat Hanh

Na minha experiência, faço da seguinte forma, vamos supor que eu esteja praticando caligrafia sagrada tibetana:

  1. Quando estou fazendo cada traço com o pincel, começo relaxando e focando na respiração, nas sensações do meu corpo, no toque da minha mão no papel, da tinta passando pela superfície, vou sentindo tudo e respirando naturalmente;
  2. Depois ao executar um movimento, permaneço com o corpo quieto, continuo respirando naturalmente e relaxando;
  3. Por fim, mantenho o foco da minha atenção na minha inspiração e isso traz vivacidade para a minha mente.

“Inspirando, estou atento ao meu corpo como um todo. Expirando, estou atento ao meu corpo como um todo”
– Thich Nhat Hanh

Agora vou te mostrar 4 passos simples e práticos para você aplicar atenção plena no seu dia a dia.

  1. Relaxamento: inicie qualquer atividade focando nas sensações do corpo, no contato com a superfície que você estiver, cadeira, chão, cama, qualquer lugar, vá respirando naturalmente e relaxando.
  2. Movimente-se com atenção: procure, ao executar uma tarefa, movimentar-se de forma atenta a cada instante, perceba todos os movimentos que você faz com os braços, pernas, tronco, o ambiente ao seu redor.
  3. Vivacidade: se sua mente estiver letárgica ou cansada, foque na inspiração, pois isso ajudará a manter sua mente mais atenta e alerta. Já, se sua mente estiver agitada ou ansiosa, mantenha sua atenção expiração, vá soltando todas as tenções e continue respirando naturalmente.
  4. Recordar: a chave é recordar-se o tempo todo da respiração, mas de forma consciente, prestar atenção na entrada e saída do ar pelas narinas, nos seus movimentos, no ambiente, estar atento o tempo todo e alerta. Pratique isso sempre que se lembrar, no trânsito, sentado, comendo, trabalhando, lembre-se vez após vez.

“Quando você está presente e concentrado(a), você pode entrar em contato profundo com as maravilhas dentro de si e à sua volta.”
– Thich Nhat Hanh

Você pode aplicar esses 3 passos em todas as experiências do dia a dia, pois quando fazemos tudo com atenção plena, presentes, conscientes, aproveitando cada momento, temos mais gratidão, felicidade e contentamento pela vida.

Me conte, quais são as atividades que você mais se distrai no dia a dia?

☸️Fundador do Sobre Budismo, praticante do Budismo desde 2011, venho ajudando simpatizantes e iniciantes no #Budismo a entrarem em contato com as práticas e os ensinamentos de #Buda (Dharma).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *