fbpx
Podcast Iluminação Diária

#315 A negatividade que você vê no outro diz mais sobre você do que do outro

#315 A negatividade que você vê no outro diz mais sobre você do que do outro

 
 
00:00 / 06:33min
 
1X
 

Versão em texto do Podcast:

Olá, tudo bem, aqui é o Leonardo Ota!

Eu recebi uma mensagem no instagram do Sobre Budismo – @sobrebudismo que foi interessante. Uma pessoa mandou um direct perguntando: “como lidar com uma pessoa insuportável?” E eu acho relevante trazer a resposta que eu dei a ela, porque pode ser útil para você também, pode te ajudar de alguma forma. 

Quando nós olhamos para alguém e vemos o lado negativo daquela pessoa, aquela pessoa está sendo um espelho para como nós estamos naquele momento. Ou seja: se você vê o lado negativo de alguém, naquele momento sua mente não está bem. Porque todos nós temos um lado bom e um lado ruim dentro de nós. 

Ninguém é 100% bom e ninguém é 100% ruim

Se você souber de alguém que é 100% bom ou alguém que é 100% ruim, por favor, me avise! Mande um direct para mim no instagram, e eu até vou dar o contato dessa pessoa para meu mestre, o Monge Genshô, porque foi ele quem falou isso em uma live que realizamos, e eu achei interessante: “Ninguém é 100% bom e ninguém é 100% ruim.”

Você até pode se perguntar: “ah, então quer dizer que se alguém me fez algo ruim, é porque eu estou vendo daquela forma? Quer dizer que ela não foi ruim naquele momento?”. Pode ter sido! O ponto é: como você lidou com aquilo que você viu dentro de você?

Você pode pegar uma coisa negativa que alguém engatilhou dentro de você e devolver com uma coisa ruim, ou você pode usar como uma oportunidade para devolver algo bom para essa pessoa. Mas geralmente, quando a gente vê algo ruim fora, é porque nós não estamos bem.

Como está sua mente?

Uma frase de um grande mestre, S. Ema. Gyalwa Dokhampa, que eu já citei muito aqui, o autor do llivro “A mente Serena”, diz: “Se por acaso um dia você acordar com o pé esquerdo (acordar mal, de mau humor) e você vai em uma praia maravilhosa, você vai falar ‘nossa, essa areia tá grudenta, tá ventando demais, o sol tá muito quente, a água tá gelada””. Ou seja, você está em um lugar paradisíaco, vendo tudo de forma negativa. 

O grande ponto é a nossa mente. Por isso que eu disse no título: quando você vê algo ruim fora, isso diz muito mais sobre você do que sobre o outro. Porque é sobre como nós percebemos as coisas. Aquela pessoa que você está dizendo que é insuportável tem várias facetas. Por isso eu disse que ninguém é 100% bom, ninguém é 100% ruim, parafraseando meu mestre, o Monge Genshô. 

Porque a gente precisa compreender isso?

Porque aquela mesma pessoa que você acha insuportável, provavelmente é um pai, um filho, um tio, e alguém ama essa pessoa, alguém gosta dela. Porque para uma outra pessoa ele pode mostrar uma outra faceta. Por isso quando vemos algo negativo diz muito mais sobre nós, porque somos nós que estamos tendo aquela percepção negativa. Nós só estamos olhando o lado ruim da pessoa.

“Ah tá Léo, entendi, Mas como eu faço para ver só o lado bom das pessoas?”

Como ver o lado bom das pessoas

Precisamos treinar a nossa mente, porque nós não podemos controlar como os outros vão se comportar perante nós, nós não temos esse controle. Porém, nós temos o controle de treinar a nossa mente para ver o lado bom das pessoas e nos relacionarmos com as coisas positivas delas. Todas as pessoas tem várias facetas, mas se você está se relacionado com o lado ruim é dela porque você só está vendo os defeitos. Mas ela tem coisas boas.

Vamos pegar, por exemplo, a pior pessoa que você imagina que não tenha nada bom. Com certeza ela tem algo bom, tem alguma coisa boa. Procure essa coisa boa e potencialize isso. Para você essa relação pode ser saudável, positiva. Você pode não só se beneficiar se relacionando com algo bom do outro, mas potencializando o que tem de bom dele. Podemos falar ao outro “nossa, você é tão bom em determinada coisa”, “você me ajudou tanto dessa forma”, “nossa, lembra aquele dia que você fez tal coisa (uma coisa boa)?”

E se alguém vier falar mal para você daquela pessoa, por exemplo, “nossa, você viu que a pessoa fez aquilo?” e você diz “é, mas você viu quantas coisas boas ela já fez? Você viu como ela cuida do filho, como se relaciona com a mãe, com o pai…?” 

Isso pode ser difícil, mas basta você mudar o olhar e treinar sua mente para ter um olhar assim. No budismo seria o olhar de Buda.

Não esqueça: todos nós temos defeitos

Aspiro que de alguma forma isso tudo que eu falei te dê uma luz, porque nós vamos encontrar obstáculos na nossa vida, pessoas que nós vamos achar que estão perdidas. Porém, todos nós merecemos uma chance, todos nós erramos, temos defeitos, temos coisas negativas, mas todos nós temos também coisas boas. 

Você não gostaria que alguém te olhasse e acreditasse em você, e visse o que há de melhor em você em vez do que há de pior? Todos nós queremos isso. Então, se nós queremos isso para nós, podemos fazer com o outro também.

Aspiro que você consiga colocar alguma coisa daqui em prática e que alguma coisa que eu disse aqui seja útil.

Um grande abraço, até a próxima!

☸️Fundador do Sobre Budismo, praticante do Budismo desde 2011, venho ajudando simpatizantes e iniciantes no #Budismo a entrarem em contato com as práticas e os ensinamentos de #Buda (Dharma).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *