Sobre Budismo : Budismo, meditação, sabedoria e compaixão para o cotidiano

12 técnicas simples de meditação para quem não sabe meditar


By Jigme Wangchuck (Leonardo Ota)

Seguindo de forma consistente essas 12 técnicas simples de meditação e praticando diariamente você poderá aprender a meditar e a lidar melhor com as emoções da raiva, inveja, ciúmes, apego. Vai aprender a voltar sua mente para o momento presente, vai aprender a dirigir sua mente e fazer o que realmente você deseja fazer. São tantos benefícios que não caberia apenas nesse parágrafo.

Mas os benefícios da meditação podem ser facilmente superados pela frustração de realmente tentar meditar e não conseguir. Vamos tornar a prática da meditação acessível para que você possa realmente aproveitá-la e colocá-la em prática após ler o artigo inteiro.

Corpo como uma montanha
Respiração como o vento
Mente vasta como o céu
~ Instrução Tibetana de Meditação

  1. Tenha uma intenção clara. Você realmente quer meditar? Se a resposta for sim, comprometa-se.
  2. Elimine as desculpas. Falta de tempo não é desculpa, até mesmo porque todos os seres humanos tem igualmente 24h. Se a sua desculpa é falta de tempo, você deve mudar a palavra “falta de tempo” para “não é minha prioridade”. Se aprender a lidar com a sua mente, coração e dirigir sua vida da forma que você deseja através da meditação não é a sua prioridade, então não precisa seguir os próximos passos.
  3. Medite onde você estiver. Pode ser sentado, no trabalho, caminhando… pare onde você estiver, volte a sua atenção para sua respiração, repouse suas mãos sobre as pernas caso você esteja sentada(o) em uma cadeira e solte as tenções dos ombros, abdômen e rosto. Fique confortável.
  4. Mas não tão confortável. Se você relaxar demais, você poderá dormir e isso no meio do dia a dia não é legal a não ser que você esteja e possa ficar em casa após a meditação. O objetivo é concentrar-se na atenção e não a de desligar a sua mente. Se você dormir ou cochilar, isso significa que seu corpo precisa descansar. Meditar sentado, ao invés de deitado, ajuda a não dormir facilmente.
  5. Mantenha suas costas retas, pois ajuda na respiração, tornando ela mais fluida e isso ajuda na vivacidade da sua mente. Toda vez que você sentir suas costas curvadas para frente ou para trás, alinhe ela novamente.
  6. Mantenha os olhos semi-cerrados. Se praticar com os olhos fechados, a probabilidade de você dormir é alta.
  7. Mantenha a respiração de forma natural. Não apresse ou tente respirar lentamente, deixe que o fluxo da respiração flua naturalmente. Apenas siga sua respiração, leva atenção para o fato do ar estar entrando e saindo. Simples assim. Tudo é uma questão de familiaridade e treino.
  8. Volte sua atenção para a respiração. Muitos pensamentos irão aparecer, se você se distrair e for carregada(o) pelos pensamentos, simplesmente traga sua atenção novamente para a entrada e saída do ar. Faça isso quantas vezes for necessário.
  9. Sem julgamento, apego ou aversão. Seu papel é apenas observar os pensamentos. O exemplo que os mestres oferecem é como se você sentasse nas margens de um rio para observar. Você não pula no fluxo de pensamentos, nem vai embora, mas fica ali observando os pensamentos passarem sem se apegar ou rejeitar. No Início não é simples e você será arrastado pela força do hábito de pular de pensamento em pensamento de forma automática, mas com o tempo isso diminui e você começará a aprender apenas observar sem se identificar ou julgar.
  10. Distrações e incômodos. Acontece e isso te deixará frustrado. Muitos pensamentos, impaciência, insetos, calor, dor no corpo. Tudo isso irá te frustrar e você vai achar que não consegue, que não é para você. Aceite tudo, não há culpa em nada, tudo isso é normal e faz parte do aprendizado. Apenas respire e volto sua atenção para a respiração. Se dê uma oportunidade e continue.
  11. Movimente-se um pouco para aliviar os desconfortos. É aconselhável no início mover-se um pouco, mas se mantendo no mesmo lugar. As pernas podem ficar dormentes, as costas doerem, então mova-se minimamente para aliviar.
  12. Tempo de meditação. Para iniciantes, faça sessões de 3 minutos. Foque na qualidade e não na quantidade. Sugiro você marcar no relógio o início e o fim da sessão.
  13. Agradeça a oportunidade. Sorria, seja grata(o) após o final da meditação e pratique novamente no dia seguinte. O período da manhã é mais interessante, pois depois de um dia de atividades estressante fica muito mais difícil encontrar motivação ou inspiração para praticar.

COMO MEDITAR:
GUIA PASSO A PASSO







Nos encontre também: podcast | facebook | instagram | youtube | twitter | email | rss