10 perguntas para o Dalai Lama – Time Magazine Entrevista


Pinterest

10 perguntas para o Dalai Lama- Entrevista Time Magazine - Blog Sobre Budismo

O texto a seguir foi extraído do site oficial do Dalai Lama.

Link para o artigo original em inglês: 10 Questions for the Dalai Lama – Time Magazine Interview

Tradução livre: Leonardo Ota

––

Pergunta 1: Você já se sentiu irritado ou indignado? – Kantesh Guttal, Pune, Índia.

Sua Santidade: Ah, sim, claro. Eu sou um ser humano. De um modo geral, se um ser humano nunca mostra raiva, então eu acho que algo está errado. Ele não está certo da cabeça. [Risos]

Pergunta 2: Como voce se mantém tão otimista e fiel enquanto há tanto ódio no mundo? – Joana Cotar, FRANKFURT.

Sua Santidade: Eu sempre olho para algum evento de um angulo mais amplo. Existe sempre algum problema, alguma morte, algum ato assassino ou terrorista ou escândalo em algum lugar, todos os dias. Mas se você que o mundo inteiro é assim, você está errado. Dos 6 bilhões de seres humanos, os desordeiros são somente um punhado.

Pergunta 3: Como é que o papel estabelecido por você mudou desde que veio pela primeira vez ser o Dalai Lama? – Andy Thomas, CARMARTHEN, PAÍS DE GALES.

Sua Santidade: Eu me tornei o Dalai Lama não de forma voluntária. Se eu estava pronto ou não, eu [tinha que estudar] filosofia budista como um monge estudante comum nestas grandes instituições monasticas. Por fim, eu percebí que eu tinha uma responsabilidade. As vezes é difícil, mas onde existe algum desafio, isso é também uma verdadeira oportunidade de servir mais.

Pergunta 4: Você vê alguma possibilidade de reconciliação com o governo chinês
em sua vida? – Joseph K.H. Cheng, MELBOURNE.

Sua Santidade: Sim, existe uma possibilidade. Mas eu acho que a experiência do passado mostra que isso não é tão fácil. Muitas dessas linhas-duras, tem uma visão muito estreita e distorcida. Eles não estão vendo isso de uma forma global. No entanto, dentro do povo da República da China, existe um grande contato com o mundo exterior. Existe mais e mais vozes de descontentamento entre o povo, particularmente entre os intelectuais. As coisas irão mudar – eles serão obrigados a mudar.

Pergunta 5: Como nos podemos ensinar nossos filhos não ficarem zangados. — Robyn Rice, GRAND JUNCTION, COLO.

Sua Santidade: As crianças sempre olham para seus pais. Os pais tem que ser mais calmos. Você pode ensinar às crianças que você enfrenta um monte de problemas, mas você deve reagir a esses problemas com uma mente calma e com raciocínio. Eu sempre tive essa visão sobre o sistema de ensino moderno: estamos atentos ao desenvolvimento da inteligência, mas o desenvolvimento da cordialidade que nós tomamos como concedido.

Pergunta 6: Alguma vez você já pensou em ser uma pessoa normal, em vez de ser o
Dalai Lama? – Grego Franco, MANILA.

Sua Santidade: Sim, na juventude. Algumas vezes eu senti, “Oh, isto é um fardo. Quem me dera ser um Tibetano desconhecido. Então eu teria mais liberdade.” Mas então depois, eu percebí que a minha posição era algo de utíl para os outros. Hoje em dia eu me sinto feliz por ser o Dalai Lama. E ao mesmo tempo, eu nunca sinto que eu sou alguma pessoa especial. Iguais – Nós somos todos iguais.

Pergunta 7: Você sente saudades do Tibet? — Pamela Delgado Córdoba,
AGUASCALIENTES, MEXICO.

Sua Santidade: Sim, A cultura Tibetana não é apenas antiga, mas é relevante para o mundo atual. Depois de ver os problemas de violência, nós percebemos que a cultura Tibetana é de compaixão e não violência. Existe também o clima. Na Índia, durante a estação das monções, é muito chuvoso. Então, eu sinto
muita falta [do Tibet].

Pergunta 8: O que você diria para as pessoas que usam a religião como pretexto para a violência ou assassinato? – Arnie Domingo, Quezon City, Filipinas

Sua Santidade: Não existem inocentes, pessoas fiéis que são manipulados por algumas outras pessoas cujo interesse é diferente. Seu interesse não é a religião, mas o poder ou, por vezes, dinheiro. Eles manipulam a fé religiosa. Nesses casos, é preciso fazer uma distinção: estas [coisas ruins] não são causados ​​pela religião.

Pergunta 9: Você experimentou um par de calças? – Ju Huang, STAMFORD, CONN.

Sua Santidade: Quando está muito, muito frio, sim. E, particularmente, em 1959, quando eu escapei, eu usava calças, e estava vestido como leigo. Então sim, eu já experimentei.

Pergunta 10: Você acredita que o seu tempo aqui na terra tem sido um sucesso? -Les Lucas, Kelowna, AC

Sua Santidade: Hmmm. Isso é relativo. É tão difícil dizer. Toda a vida humana tem alguma falha em partes e em outros aspectos alguma realização.

Veja também

Se você está começando no caminho no budista, acesse:
[button link=”http://sobrebudismo.com.br/introducao-ao-budismo-2/” color=”green” size=”xsmall”]Introdução ao Budismo[/button]

Se você é um praticante avançado, acesse:
[button link=”http://sobrebudismo.com.br/aprofundamento/” color=”blue” size=”xsmall”]Aprofundamento[/button]

Para saber mais sobre meditação, acesse:
[button link=”http://sobrebudismo.com.br/meditacao/” color=”yellow” size=”xsmall”]Meditação[/button]

––

Categories

3 Comments

Add yours

+ Leave a Comment